Home » Carro » Dicas

Como fazer uma vistoria veicular para transferência?

Comprou um veículo seminovo ou usado e terá que passar por uma vistoria veicular para transferência? Esse é um processo normal, previsto no Código de Trânsito Brasileiro, que ocorre para garantir ao comprador a segurança de que está adquirindo um veículo em bom estado, entre outros motivos.

vistoria veicular para transferência

Durante a vistoria veicular para transferência é realizada também a alteração dos documentos para o registro no nome do novo proprietário.

Quer saber mais? Acompanhe nosso artigo e entenda tudo sobre esse procedimento!

O que é a vistoria veicular para transferência?

vistoria veicular para transferência - O que é a Vistoria veicular para transferência?

No processo de vistoria veicular para transferência é averiguada a documentação do veículo. Assim é possível identificar se ele está com as características originais de fábrica, a presença e boas condições de uso dos equipamentos obrigatórios e avaliar se o automóvel atende todas as normas de trânsito.

Como dito, esse procedimento garante que o comprador fará um bom negócio.

Apesar dos benefícios, esse processo ainda gera dúvidas nas pessoas. Quem é responsável por realizar essa vistoria? Como a vistoria é agendada? quais itens serão verificados? O que constará no laudo da vistoria? Entre outros questionamentos.

Por isso, vamos ajudá-lo a esclarecer as dúvidas mais recorrentes nos próximos tópicos. Fique atento!

Mas, além de entender a vistoria veicular para transferência, proteger o seu carro com um seguro auto é fundamental para garantir sua tranquilidade. Se o carro que estiver sendo adquirido já tiver um seguro, é possível fazer apenas um endosso para o novo motorista e mantê-lo seguro.

O seguro protege o motorista contra imprevistos e danos decorrentes de batidas, roubos, furtos, danos da natureza e muito mais.

Cote agora mesmo com a Minuto Seguros, a maior corretora de seguro auto do país. Basta preencher o formulário ou ligar gratuitamente para 0800 773 3000 e falar com um de nossos consultores.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Voltando ao tema vistoria veicular para transferência, vejamos agora os pontos mais importantes para garantir uma compra ou venda mais tranquila e segura.

Qual é o órgão responsável por esse procedimento?

vistoria veicular para transferência - Qual é o órgão responsável por esse procedimento?

Atualmente, algumas empresas credenciadas pelo DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) estão autorizadas a realizar as vistorias veiculares.

Elas são chamadas de Empresas Credenciadas de Vistorias (ECV) e podem oferecer um laudo legítimo sobre o estado do carro.

Até pouco tempo atrás a vistoria veicular para transferência de propriedade era realizada apenas pelo DETRAN, o que deixava o processo muito mais lento.

Isso porque as pessoas precisavam comparecer presencialmente à respectiva sede estadual e dar entrada na documentação de transferência para que o veículo pudesse passar pela vistoria do órgão.

A mudança em relação a obrigatoriedade trouxe benefícios como a otimização do tempo. Em geral, os locais especializados na vistoria veicular para transferência não demoram mais do que 30 minutos para realizar o processo.

Como agendar a vistoria veicular para transferência?

vistoria veicular para transferência - Como agendar a vistoria veicular para transferência?

Depende de lugar para lugar. Por isso é importante se informar com a ECV onde se pretende realizar a vistoria. O DETRAN também pode ajudar nesse processo, pois ele organiza as vistorias por agendamento presencialmente na instituição ou pelo site.

Tudo depende de como e onde comprador e vendedor pretendem marcar a vistoria. Isso é dito porque alguns órgãos atuam de forma independente e outros sequer oferecem agendamento online ou podem até realizar a cobrança de uma taxa por esse serviço.

O processo para agendar a vistoria veicular para transferência pelo DETRAN é bem simples: basta acessar o site do órgão na sua cidade e emitir o bilhete com a taxa de agendamento – caso exista essa etapa. Feito isso, realize o pagamento e espere que ele seja compensado para retornar ao site e preencher a ficha de cadastro de vistoria. Escolha a melhor data e horário e pronto!

Caso haja o desejo de realizar o procedimento em alguma das outras empresas credenciadas, o serviço deve ser requisitado diretamente no local escolhido, sem a necessidade de passar pelo DETRAN.

O que se analisa nesse procedimento?

vistoria veicular para transferência - O que se analisa nesse procedimento?

A primeira análise realizada é em relação à regularidade dos documentos do carrojá que sem isso é impossível efetuar a transferência. Nesse momento são verificados documentos como o Certificado de Registro de Veículos (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

Após essa primeira verificação, o perito irá atrás de possíveis débitos. Taxas como o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), também conhecido como seguro obrigatório do veículo, o licenciamento e o IPVA devem estar quitadas integralmente.

Caso existam multas ou outros encargos, eles devem ser pagos antes da transferência do veículo ou mesmo antes da realização da vistoria.

Caso o carro tenha passado por essa primeira análise de documentos, a vistoria veicular para transferência começará efetivamente.

Nesse momento serão analisados itens obrigatórios do carro como: chave de roda, triângulo, buzina, velocímetro, retrovisores, cinto de segurança e extintor de incêndio. Todos esses itens precisam apresentar bom funcionamento e estado de conservação, obrigatoriamente.

O que pode provocar a reprovação na vistoria?

vistoria veicular para transferência - O que pode provocar a reprovação na vistoria?

Os motoristas devem saber que veículos rebaixados ou que não possuem a integridade da suspensão, serão reprovados.

Além disso, os pneus precisam estar em boas condições e a largura não deve exceder o limite da carroceria do veículo. Nesse caso, entender como aumentar a durabilidade dos pneus é uma boa sugestão.

Outros pontos que podem causar reprovação na vistoria veicular para transferência são janelas rachadas ou quebradas. Carros blindados precisam estar com a blindagem especificada no documento e ela não pode apresentar sinais de desgaste, como bolhas de ar.

Caso os vidros estejam com película de proteção, será verificado se ela está nas normas permitidas pelo Código de Trânsito Brasileiro. Caso o insulfilm esteja muito escuro, será necessário retirá-lo para a aprovação na vistoria.

Número do chassi e número do motor ilegíveis também são motivos para reprovação. Portanto, veja se não há nenhum tipo de rasura ou pedaços raspados nesses elementos.

O que consta no laudo de vistoria veicular para transferência?

vistoria veicular para transferência - O que consta no laudo de vistoria veicular para transferência?

Caso o veículo seja aprovado em todos esses pontos, será emitido o laudo de aprovação sobre o estado atual do carro. Esse é um comprovante com todas as informações contidas no documento do veículo e com o que foi registrado no Departamento Estadual de Trânsito. Legalmente, esta é a prova de que o veículo está apto e sem restrições em relação a documentação.

No laudo também está atestado o bom estado de todos os itens obrigatórios e a veracidade dos números de chassi e motor, comprovando a procedência do veículo.

Além disso, é possível ver fotos do veículo e outras informações específicas como a questão do hodômetro, onde a quilometragem original é medida no procedimento de vistoria, coibindo possíveis fraudes.

Caso seu veículo tenha sido aprovado, você receberá a certificação e um selo de inspeção, colado no vidro dianteiro garantindo a validade da vistoria veicular para transferência.

Em caso de reprovação, você receberá um relatório com os motivos pelo quais seu veículo não foi habilitado.

O laudo da vistoria é válido em todo território nacional?

vistoria veicular para transferência - O laudo da vistoria é válido em todo território nacional?

Não! O laudo oferecido após a aprovação da vistoria tem validade apenas no estado onde o processo foi realizado. Por isso, lembre-se de fazê-la no município de onde o carro será registrado. Do contrário o certificado não terá validade e você poderá ter problemas.

Tirou todas as suas dúvidas? Se você ainda tem dúvidas sobre o processo de vistoria veicular para transferência, mande para e ficaremos felizes em ajudar. E não se esqueça de manter seu veículo protegido e garantir sua tranquilidade!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *