1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Dicas
  6. »
  7. Seguro

Tabela FIPE: o que é e como influencia o preço do seguro?

A tabela Fipe é bastante usada para consulta sistemática de dados sobre automóveis. Ela é considerada a base primordial para o cálculo de seguros e do IPVA, por exemplo. No entanto, é importante saber desde já que ela não pode ser o principal parâmetro ao negociar um Seguro Auto.

tabela fipe

Criada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – FIPE, que realiza estudos de desenvolvimento de indicadores econômicos e financeiros, a tabela Fipe também é bastante conhecida e usada por pessoas que já compraram ou venderam carros usados, por exemplo.

A FIPE desenvolve levantamentos de dados e gera índices e indicadores de tabelas com informações e quantidades de variáveis econômicas. Dessa forma, atualiza a tabela todo mês para servir de referência em negociações.

Se você ainda não está familiarizado com o processo, continue lendo e descubra o que é a tabela FIPE, para que ela serve, como funciona, de que forma ela influencia nos seguros de automóveis e diversas outras perguntas frequentes. Acompanhe!

O que é a Tabela FIPE? 

A tabela FIPE é um tipo de catálogo que expressa preços médios de veículos que são anunciados no mercado brasileiro. Sua origem é de 1973, quando foi criada para ajudar a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (USP), sendo considerada referência oficial em 1998.

Ela pesquisa e apura preços médios para o segmento de carros e utilitários a partir do ano de 1985. Já no caso de ônibus e caminhões, sua busca ocorre desde 1981. E para motos e motociclos, a referência começa em 1990.

Há também a apuração feita para veículos 0km, que são aqueles considerados novos. Nesse sentido, são analisadas informações de preço médio em três versões: básico, intermediário e completo.

Em resumo, é uma tabela que representa médias de preço veicular feitas a partir de valores anunciados por vendedores. Para isso, portanto, é realizada uma análise estatística para que o valor seja calculado entre a maioria dos preços levantados.

Para que serve a Tabela FIPE? 

A tabela FIPE serve principalmente como base de referência para seguros, contratos, financiamentos e negociações, justamente por apurar o preço dos veículos. Em suas consultas públicas, ela representa o ano, o modelo, o valor médio expresso em real (R$) do mês/ano de referência e outras informações sobre o automóvel.

É usada para cálculos de valores de Seguro Auto, valor anual do IPVA, também como principal base para negociações de compra e venda de veículos e para calcular o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. No entanto, não é ela que define o preço de um carro, pois há outros fatores considerados para isso também.

O termo “tabela FIPE”, em geral, é conhecido entre condutores que já compraram ou venderam algum carro, pois ela é vista como um ponto de partida para análises de negociações de veículos, servindo como mecanismo de referência. E é exatamente assim que deve ser entendida: instrumento de orientação baseado na média de preço.

Como é feito o cálculo da tabela FIPE? 

O cálculo da tabela FIPE é feito a partir da coleta de preços de carros, motos e motocicletas, caminhões e ônibus, sejam usados, novos e seminovos. No entanto, nem todos os veículos entram nessa estatística, pois há algumas variáveis importantes que são descartadas para não interferirem no objetivo da média feita.

Com isso, os pesquisadores da instituição realizam a análise e descarte de veículos com as seguintes características: preço muito alto, preços muito baixos e com poucas observações estatísticas. Assim, a média é calculada tendo como referência a maioria dos valores levantados.

Além disso, também são desconsiderados automóveis para vendas especiais e que:

  • são para revenda;
  • são para frotista;
  • são para o governo;
  • são blindados, personalizados com conversão de motor ou que são transformados;
  • são de fabricação própria ou marcas não reconhecidas no mercado;
  • são de importação independente ou usados para teste.

O cálculo é usado para chegar a uma média de preço, portanto, deve-se considerar fatores de correção que considerem o estado de conservação, a quilometragem, os equipamentos e outras características.

De que forma a Tabela FIPE impacta no seguro do meu automóvel? 

A relação que o seguro tem com a tabela FIPE ocorre porque a indenização é paga considerando as referências de preços apresentados por ela. Isso significa dizer que o valor recebido por um veículo indenizado é baseado nos valores da tabela, mas em relação ao preço médio e não ao preço máximo. 

Além disso, o mês de referência para o ressarcimento deverá ser o atual ao momento em que será pago o valor e não quando foi solicitado pelo condutor. E não é só isso que é levado em conta, mas também questões de valorização e desvalorização de acordo com o mercado.

Por exemplo, imagine que o seguro foi contratado em janeiro e o preço médio do veículo era de R$ 30.000,00. Então, em março o automóvel sofreu um sinistro de Perda Total e o valor na tabela agora é de R$ 32.000,00. Nesse caso, o montante do seguro a ser recebido é de R$ 32.000,00, pois houve valorização do veículo.

Isso pode ocorrer de modo contrário também, quando há a desvalorização do veículo. Ou seja, sendo a tabela FIPE a média nacional de preços automotivos, novos, usados e seminovos, ela é muito importante para quem contrata um seguro veicular justamente por ser a referência para cálculos no setor.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Como consultar a Tabela FIPE? 

Para consultar a tabela FIPE, você vai precisar saber informações do veículo, como modelo, marca e ano. Com isso, basta seguir o passo a passo abaixo:

  • Acesse o site do instituto e role a página até um menu próximo ao final;
  • Para consultas de preço médio de carros: clique em “consulta de carros e utilitários pequenos”, escolha o período de referência que deseja e informe a marca do veículo, o modelo e o ano;
  • Para consultas de veículos pesados: clique em “consulta de caminhões e micro-ônibus” e faça o mesmo procedimento que na opção anterior;
  • Para consultar informações de motos: clique em “consulta de motos” e siga o processo de preenchimento da mesma forma.

Você também pode pesquisar por código Fipe, caso saiba qual é, bastando escolher a opção de “Pesquisa por código Fipe” dentro da aba desejada.

Como descobrir o valor da indenização integral?

A indenização integral é a quantia que você recebe quando o veículo segurado sofre perda total ou quando não foi possível recuperá-lo em casos de roubo ou furto. Trata-se, portanto, do valor máximo que pode ser reembolsado ao contratante do seguro em casos de sinistro (dano estrutural) acobertado.

O valor da indenização integral pode ser definido por meio de referência do mercado e por quantia determinada. No caso da primeira opção, fica decretado em contrato o percentual do preço do veículo e a tabela que será considerada para isso. Normalmente, é usada a tabela FIPE.

Nesse sentido, o segurado tem como escolher entre as seguintes opções de percentual para pagamento da indenização: valor inferior a 100% da referência da tabela, valor de 100% e valor acima de 100%. A quantia que é menor que o percentual máximo tende a baratear o seguro, enquanto acima disso acaba o encarecendo.

Em relação à consulta do valor da indenização integral, ela é feita da mesma forma que para descobrir o preço médio do automóvel. Então, acesse o site do instituto e role a página até o menu, próximo do final. Depois, escolha a aba que caracteriza o seu veículo e informe a marca, o modelo e o ano dele.

Outras dúvidas frequentes

Se você chegou até aqui e já entendeu como a tabela FIPE impacta no seguro de automóveis, mas ainda tem dúvida, continue lendo que ela pode ter sido respondida abaixo:

Como descobrir código na tabela FIPE?

Para localizar o código de um veículo na tabela FIPE, basta acessar o site da instituição e clicar em “Índices e Indicadores”. Depois, clique na categoria que você deseja consultar de acordo com o tipo de veículo que possui. 

Após isso, basta preencher o ano, o mês de referência, a marca e o modelo. A próxima etapa vai mostrar as informações do veículo, bem como o código que deseja descobrir.

O que significa ano e modelo?

O termo “ano” representa o ano de fabricação do veículo, enquanto que “modelo” diz respeito às características dele, ou seja, tudo aquilo que o compõe esteticamente e especificamente, como sua carroceria.

Como consultar o preço dos carros usados?

Você pode pesquisar o preço de um carro usado buscando pelo seu nome, marca, modelo e ano de fabricação. Acessando o site FIPE, por exemplo, e preenchendo os dados para “consulta de carros e utilitários pequenos”, você obtém o preço médio do veículo pesquisado.

Como funciona a atualização da Tabela FIPE?

A tabela FIPE é atualizada todo mês. Isso significa que ela sofre um ajuste mensal que também modifica as médias de preço. Essa atualização é baseada nas pesquisas do instituto e seu banco de pesquisadores. Então, a cada novo estudo, dados como versão, ano, modelo e faixas de preços são mensurados. 

Além disso, como mencionamos, há o descarte das informações que não são relevantes ao objetivo proposto, como preços muito altos ou muito baixos, discrepâncias estatísticas, entre outras condições. Os resultados obtidos são usados para gerar a média de preços que vai constar na tabela do veículo.

Qual ano considerar na consulta?

Para consultar corretamente informações sobre um veículo na tabela FIPE é preciso ter em mãos o Renavam do veículo. Este documento é, basicamente, a identidade do automóvel. Serve para consultar pendências, multas, pagamentos, licenciamento, irregularidades ou outras informações necessárias.

Dessa forma, ao consultá-lo, você verá o ano do veículo e é esse número que deve ser informado na hora da busca.

A Tabela FIPE muda todo mês?

Sim! A tabela FIPE é um catálogo que é atualizado mensalmente. Normalmente, no começo de cada mês. Com isso, as informações ali obtidas no momento da sua consulta estarão sempre seguindo as últimas pesquisas realizadas em relação à média de preço.

Por que ter um Seguro Auto?

Agora que você entendeu a importância da tabela FIPE, também precisa compreender como um seguro é crucial para quem possui veículo. Afinal, há muita exposição diariamente a diversas situações que podem, por exemplo, resultar em riscos significativos, como furto, roubos e acidentes.

Aliás, considerando que os índices de roubo e furtos no Brasil têm aumentado a cada dia, independentemente de onde você mora, seu veículo está sempre arriscado a isso. Mas, você não quer perdê-lo, certo? Principalmente em casos de financiamento, que terá de ser pago por muito tempo depois.

Além disso, os riscos de trânsito também são muitos e constantes, especialmente se você circula bastante, como em viagens. E você está sujeito a isso mesmo que não tenha que andar por muitos quilômetros. Com o seguro, você se protege de ter que arcar com as despesas, normalmente altas, em casos de sinistro.

Ainda há os casos de mudanças climáticas e fenômenos da natureza, que o seguro pode cobrir. Chuvas fortes, alagamentos, quedas de árvores, raios, enchentes, buracos na estrada, entre outras, são condições que podem causar um grande prejuízo. No entanto, você nunca estará preparado para esses acasos como estaria com um seguro.

Conclusão

Como você leu, a tabela FIPE é usada para cálculos de Seguro Auto. Então, garante que você receberá a indenização de forma justa e de acordo com o mercado. Além de tudo isso que mencionamos, é preciso ressaltar a importância de escolher a empresa certa para melhor representar seu veículo.

Nesse sentido, a Minuto Seguros é a maior corretora on-line do Brasil, com mais de 740.000 seguros vendidos. Oferece personalização total de acordo com cada perfil de cliente, com cotações com 16 seguradoras, que estão entre as maiores do Brasil. E é tudo online! Faça uma simulação de Seguro Auto gratuitamente e confira!

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *