1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Seguro

Quando devo usar a franquia do seguro?

Contratar produtos de proteção exige passos importantes: pesquisar a reputação da empresa, realizar cotações para encontrar o melhor plano, tirar todas as suas dúvidas, analisar os meios de pagamento e estar muito atento à apólice, que deve conter todas as informações importantes, inclusive sobre a franquia de seguro.

franquia seguro

Este, por sua vez, trata-se de um valor em dinheiro, calculado, que deve ser pago pelo contratante como parte dos custos em certos tipos de sinistros. 

Por isso, é importante se atentar ao contrato do seguro, já que é o documento que deve conter todas as informações importantes sobre valor da franquia e o que ela cobre.

Continue lendo para entender como isso funciona e saiba em que casos acionar a franquia de seguro

Como funciona a franquia de seguro? 

A franquia de seguro é uma participação obrigatória do contratante em incidentes que ocorrerem. 

Esse valor é considerado de acordo com situações em que o segurado foi o responsável pelo dano informado no seguro e que condiz com a indenização parcial.

Por exemplo, pode acontecer de você bater o veículo em uma árvore e ocasionar a perda parcial do carro, quando os custos para o conserto são inferiores a 75% do valor do automóvel. Nesse caso,  você paga o valor da franquia estipulado na apólice e a seguradora custeia o restante dos reparos. 

Esse processo foi pensado para evitar que o segurado cause danos intencionalmente ao automóvel com o propósito de se beneficiar do seguro. 

Embora o valor seja menor que o custo total do reparo, a estratégia visa garantir proteção às seguradoras contra ações de má-fé desse tipo.

Portanto, ao saber que a empresa não irá cobrir todos os custos, a estimativa é que os condutores passem a ter mais cuidado ao dirigir já que precisam arcar com a franquia de seguro.

Em quais casos devo acionar a franquia de seguro?

O indicado é que você acione a franquia sempre que o reparo tiver valor mais alto que o da franquia. Ou seja, pode valer a pena acionar em casos em que os sinistros parciais causados no carro sejam superiores a essa quantia, que deve constar no seu contrato.

Quando você se envolver em situações inesperadas que provocaram grandes estragos, vale a pena acionar a franquia de seguro também. Nesse caso, a seguradora divide os custos com você, já que terá de pagar apenas o que foi acordado ao adquirir o plano.

Por exemplo, suponhamos que, no trânsito, você bateu o veículo e o reparo é de R$4.000. Se a sua franquia for menor que esse valor, como R$1.000, vale a pena acionar. Nesse caso, você arcaria com R$1.000 e a seguradora com R$3.000.

Além disso, também é indicado acionar o seguro quando você tiver batido no veículo de alguém e gerado um dano a terceiros, já que, nesse cenário, não é preciso arcar com a franquia.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Quando não se aplica a franquia de seguro? 

Antes de tudo, vale lembrar que a franquia de seguros é cobrada em danos parciais em que o reparo não ultrapasse 75% do valor total do veículo. E em alguns casos não vale a pena acionar o seguro e pagar a franquia. Além disso, há situações em que ela é isenta. 

Isso acontece, por exemplo, em casos de danos a terceiros, como mencionamos, em que não é cobrada a franquia e o valor é descontado do limite do contrato. Mas é preciso saber que, dentro de 1 ano, há um limite de sinistros a terceiros. Quando ultrapassado, os custos passam a ser pagos pelo contratante.

Outros casos que não exigem a cobrança de franquia de seguro são quanto ao uso da assistência 24 horas, com serviços de guincho e socorro, e em casos de

  • incêndio;
  • roubo;
  • furto;
  • queda de raios;
  • enchentes.

 

Os casos em que não vale a pena acionar a franquia de seguro são quando o valor do reparo for menor ou igual ao valor da franquia. 

Para isso, é indicado realizar uma revisão em uma oficina de confiança, porque, se for possível consertar o veículo por uma quantia menor que o da franquia, pode não valer a pena acionar o seguro.

É preciso considerar também que existe um benefício chamado “classe de bônus”, que é quando as seguradoras classificam os segurados conforme a quantidade de chamados envolvendo sinistros. 

Isso significa que quanto menos envolvimento o segurado tiver em casos assim, mais chances terá de receber descontos em apólices futuras.

Quantas vezes posso acionar a franquia de seguro? 

Não existe nenhuma limitação na quantidade de vezes em que você pode acionar a franquia de seguro em casos de cobertura para perda parcial, como batidas, incêndio, roubo e furto, queda de raios, enchentes ou quando precisar de serviços de guincho e socorro.

Isso significa que o seguro pode ser acionado quantas vezes forem necessárias, desde que estejam dentro do período de vigência da apólice. E, mais uma vez, ressaltamos a importância de ter atenção às definições que constem no documento.

Por fim, agora que você já sabe tudo o que precisava sobre a franquia de seguro, imagine poder contar com uma gama de benefícios ao contratar mais proteção para a sua vida e seu automóvel? 

É o que a Minuto Seguros oferece: sossego para você rodar com seu carro sempre que quiser, sem muitas preocupações. 

diversas coberturas que se adequam à sua necessidade. Você já contratou proteção para o seu automóvel este ano? Se ainda não, deixe que a Minuto cuide disso para você.

Faça uma cotação gratuita e veja os benefícios de contar com especialistas para tirar todas as suas dúvidas!

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *