Home » Viagem

Melhores destinos para esquiar na América do Sul

O esqui não é muito praticado pelos brasileiros, mas é muito conhecido ao redor do mundo. Para praticar este esporte são necessárias regiões que possuam muita neve, o que torna apto a prática esportiva. No Brasil, com o clima mais tropical, não somos providos de um cenário adequado para aventuras na neve. Porém existem diversos lugares para esquiar na América do Sul, que aproximam os amantes – ou curiosos – pelo esporte à realização.

esquiar na América do Sul

Quem vê imagens de pessoas esquiando, invariavelmente, já imaginam que isso só ocorre em continentes distantes, como na Europa. Mas se esquecem que é possível esquiar na América do Sul também.

O Chile e a Argentina são dois países mundialmente conhecidos por terem ótimas estações para esquiar na América do Sul. Em junho, quando ocorre a temporada de neve no continente, a Cordilheira dos Andes recebe milhares de turistas para aproveitar a grande infraestrutura do país.

Mas antes de você partir rumo ao destino, é importante fazer a contratação de um seguro viagem para garantir que tudo ocorrerá bem durante o passeio. Afinal, é difícil prever quando pode acontecer imprevistos como: sofrer um acidente e precisar de um atendimento médico, ainda mais quando vai realizar um esporte como o esqui.

Para cotar o seu seguro, conte com nós da Minuto Seguros, trabalhamos com as principais seguradoras do mercado para oferecer o plano ideal para o seu perfil. Preencha nosso formulário, clique no botão abaixo ou, se preferir, ligue grátis para 0800 773 3000 e fale diretamente com um consultor.

CLIQUE PARA COTAR SEGURO VIAGEM

Agora com o seguro viagem contratado, podemos partir para alguns dos melhores destinos para esquiar na América do Sul.

Destinos para esquiar na América do Sul

Valle Nevado – Chile

esquiar na América do Sul - Valle Nevado - Chile

Começando a lista de destinos para esquiar na América do Sul, o Valle Nevado fica localizado apenas 60 quilômetros ao leste da capital do país, Santiago. O lugar está a 3.160 metros de altitude e existe desde a década de 1980.

É possível hospedar-se em três opções de hotéis, mas com diferentes faixas de preços: o Tres Puentas, com preços relativamente acessíveis; o Puerta del Sol, intermediário, e o Hotel Valle Nevado, que é mais caro e luxuoso.

São 37 quilômetros de pista, divididos em 34 partes. Assim é possível escolher, de acordo com suas habilidades e práticas no esporte, para não correr risco de machucar-se.

Corralco – Chile

esquiar na América do Sul - Corralco - Chile

Esse, com certeza, é um dos lugares mais impressionantes para quem buscar por aventuras com esqui. O Corralco fica localizado nos pés do vulcão Lonquimay, dentro da Reserva Nacional Malalcahuello-Nalcas. É uma boa alternativa para quem gosta não só do esporte, mas também de apreciar belas paisagens.

Contando com um resort cinco estrelas, o Valle Corralco Hotel & SPA, oferece diversas opções de lazer para adultos, jovens e crianças. São 25 pistas para esquiar, além de possuir cinco “ski lifts” (três são de puxar e dois são chairlifts).

Portillo – Chile

esquiar na América do Sul - Portillo - Chile

Portillo é um dos centros de esqui mais tradicionais da América do Sul, localizado na Cordilheira dos Andes, cerca de 150 quilômetros  de Santiago. Ele foi construído em 1940 e está na fronteira entre Argentina e Chile.

Apesar de ter um único hotel ski-in/out, a estação de Portillo proporciona aos esquiadores muito mais espaço e exclusividade. Para aquecer-se contra o forte frio após esquiar, há fácil acesso para voltar e aproveitar um banho quente no SPA. Complete o dia com uma boa refeição no hotel sem precisar se preocupar com o transporte.

Para os esquiadores mais experientes no esporte, é possível aproveitar sem medo o heliskiing, uma prática de esqui alpino com acesso de helicóptero que proporciona uma das descidas mais emocionantes pelas montanhas.

Penitentes – Argentina

esquiar na América do Sul - Penitentes - Argentina

Penitentes é uma estação de esqui localizada entre as cidades de Santiago no Chile e Mendonza na Argentina.

O centro de esqui foi inaugurado em 1979 e possui, atualmente, mais de 300 hectares esquiáveis, que dividem-se ao longo de mais de 20 pistas. Elas contam com diferentes graus de dificuldade, mas estão aptas para qualquer categoria de esquiadores, sejam profissionais, avançados ou principiantes.

Bariloche – Argentina

Famoso, tradicional e super conhecido! Essas são as melhores definições para quem pretende esquiar na América do Sul e quiser ir para Bariloche. Quem for ao país vizinho esquiar, pode começar com o Cerro Catedral, a pista mais antiga e famosa da Argentina. Para se ter uma noção da popularidade do local, ele recebe, em média, cerca de 250 mil visitantes no inverno.

Para os esquiadores mais experientes e acostumados, além de conhecedores do local, o ponto mais alto do Cerro Catedral é de 2.050 metros de altitude, e o mais baixo tem 1.030 metros. Na divisão de pistas, existem nove pistas para iniciantes, 25 para intermediários e 15 para pessoas mais experientes. No entanto, também existem 10, feitas exclusivamente para profissionais, já que são as mais difíceis.

Cerro Catedral tem, provavelmente, a pista de esqui mais conhecida do hemisfério Sul. Neste local há, mais ou menos, 120 quilômetros de pistas que podem receber até 35 mil esquiadores por hora.

Agora que você já sabe os melhores lugares para esquiar na América do Sul, é hora de arrumar a mala. Mas, se estiver com dúvidas ou quiser dar mais alguma sugestão, deixe nos comentários abaixo!

5 / 1 voto

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *