1. Home
  2. »
  3. Carro

Recuperação de parachoque: como funciona e quanto custa para recuperar

Para choque de carro

Quer saber mais sobre recuperação de parachoque? Então você está no lugar certo. Nesta matéria, você encontra como ela é feita e quanto custa para recuperar seu parachoque.

No trânsito, o protetor do carro pode sofrer riscos, arranhões ou pequeno amassados. Essas danos são problemas pelos quais as pessoas não querem, em hipótese alguma, passar. Mas, vez ou outra, isso está fora do nosso alcance, pois, por mais cuidado com o veículo que tenhamos, imprevistos acontecem. 

Mas, fique tranquilo existem diversos exemplos e situações onde é possível fazer a recuperação de parachoque sem gastar um valor exorbitante. Veja abaixo os principais tópicos discutidos ao longo do texto.

Ainda sem seguro para seu carro?
Cote grátis seu seguro auto com a Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil, e receba cotações de até 16 seguradoras de uma só vez.
COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Para que serve o parachoque

Na visão de muitas pessoas, o parachoque é uma peça simples e sem muita importância, mas não é bem assim. Essa peça tem função primordial no carro e é essencial em diversos aspectos.

Primeiramente, e mais importante, o parachoque é destinado diretamente à segurança do carro, pois desempenha o papel de amortecer o impacto das batidas. Sem ele, o motorista ficaria muito mais vulnerável e as colisões causariam um dano muito mais grave, tanto para o carro quando para o motorista.

Quando falamos da parte estética, o parachoque é uma das primeiras peças que as pessoas reparam, ainda mais o dianteiro. Qualquer detalhe mínimo do parachoque fica gritantemente visível.. E esses danos podem depreciar demasiadamente o valor do veículo em uma revenda.

A peça, antigamente, era fabricada em lâminas de aço, o que dificultava a recuperação do parachoque. Hoje, em geral, as peças de carros fabricados em série são feitas de um material flexível, o que permite a recuperação da sua forma com mais facilidade.

Quando é possível fazer a recuperação do parachoque

Por ser uma peça resistente, porém flexível, os amassados são danos mais comuns no parachoque. Nestes casos, a sua recuperação é muito indicada, pois, para os especialistas, é um trabalho simples e que pode ser feito em poucos dias. Em alguns casos basta simplesmente desamassar, sem a necessidade de retoques na pintura do carro. Isso interfere até no preço, que vai sair muito mais em conta.

Riscos e arranhões no parachoque também são, em tese, de fácil reparo. Talvez demande um pouco mais de tempo pela necessidade de lixar e pintar novamente. Mas, de novo, é um caso que há indicação de reparação por ser simples e com um custo baixo.

Quando não é possível fazer a recuperação?

Apesar de ser possível arrumar, quando os parachoques trincam, quebram ou têm rachaduras consideráveis, o mais indicado é que a peça seja trocada por inteira. Mesmo que haja bons profissionais, a identificação da peça rachada, quebrada ou trincada não é difícil. Isso pode influenciar diretamente no preço de uma revenda do veículo.

Sem contar o fato de que uma peça quebrada oferece muito menos segurança para o carro e para o motorista, pois ela não terá a mesma eficiência para, por exemplo, amortecer uma batida.

Para quem tem um seguro de carro, nestes casos, acaba sendo válido acionar, pois o preço para adquirir uma peça nova, fazer a instalação e a pintura pode ser superior ao valor da franquia. Faça uma pesquisa prévia para ter conhecimento dos valores.

Quanto custa fazer a do parachoque

Quem trabalha na área aponta a vantagem da economia na recuperação do parachoque como o maior trunfo. Comprar uma peça nova na concessionária, além de ter um custo elevado, vai sair ainda mais caro, pois haverá a necessidade da pintura do parachoque.

Em carros nacionais, por exemplo, fazer a recuperação do parachoque pode sair até 50% mais barato do que comprar um novo. Para os carros importados, essa porcentagem sobe ainda mais, sem contar o tempo para que a peça possa chegar.

O valor, em média, para recuperação do parachoque é de R$250 a R$300, dependendo do tamanho do estrago. Só a efeito de comparação: o preço de um parachoque novo da Mercedes-Benz custa algo próximo a R$3.000.

Quanto tempo leva a recuperação do parachoque

É difícil precisar um tempo para a recuperação do parachoque, mas, em média, pode levar 4 dias, se a situação for muito grave e necessitar de uma atenção maior. Mas, em casos mais simples, o carro pode ser entregue antes.

Quais são os cuidados após realizar esse reparo

É importante que os motoristas tenham certo cuidado após terem recuperado o parachoque. Existem alguns cuidados básicos que devem ser aplicados como:

  • Exposição excessiva ao sol para que a tinta não desbote;
  • Limpar apenas com água e sabão neutro;
  • Plástico precisa de hidratação, por isso conheça e utilize produtos para esse uso.

Se você quer saber mais sobre como cuidar do parachoque, veja as dicas do AutoEsporte para revitalizar o equipamento.

Ficou com alguma dúvida sobre o reparo de parachoque e todas as questões envolvidas no assunto? Mande pra gente nos comentários!

3.8 / 30 votos

[addtoany]

Comentários

    1. Gilvan, depende do tamanho dos danos causados ao para-choque, é preciso levar ao estabelecimento para que analisem a possibilidade.

    1. Oi, Claudinei, como vai? Nós não fazemos esse tipo de reparo, infelizmente. Nesse conteúdo apresentamos as vantagens e desvantagens de realizar os trabalhos para recuperação.

    1. Franklin, tudo bem? Se ele não estiver muito danificado, e o reparo seja possível, a indicação é que você faça sim. É melhor e mantém a originalidade do carro.

  1. Olá, meu parachoque traseiro ao lado da lanterna de ré amassou um pouco para dentro com uma pequena colisão e a lanterna afundou um pouco, a lanterna está intacta funcionando normalmente, queria saber se um reparo nesse parachoque desamassando , ficaria bom ? É um FIAT TORO.

    1. Michele, tudo bem? Neste caso, como parece algo bem simples, provavelmente o serviço ficaria bem legal e o amassado, quase imperceptível. =)

    1. Sarah, tudo bem? Nesses casos, o melhor que poe ser feito é levar o automóvel em um funileiro para verificar as condições do para-choque.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.