Home » Institucional

Dia da Mentira e Seguro: mistura que não combina

dia da mentiraO 1º de Abril é uma data reservada para as famosas pegadinhas. Todo ano nos acostumamos a ver histórias falsas, notícias de mentira e brincadeiras entre amigos. Tudo de forma saudável.

Mas o Dia da Mentira não combina com algumas coisas, entre elas o seguro. Nessa data comemorativa, é importante trazer algumas lições para que você, interessado em uma apólice, tenha sempre em mente.

Um dos princípios básicos do seguro é a boa fé entre as partes, ou seja, num contrato entre consumidor e seguradora, é preciso haver a confiança de que as informações fornecidas são verdadeiras.

Ao realizar uma cotação, você responde a uma série de perguntas. No caso do seguro auto é preciso falar sobre você, sobre o seu veículo, a maneira como você o utiliza, quem dirige, etc.

Nesse sentido, entrar no espírito do 1º de Abril não é nada recomendado. Como já dissemos aqui no Blog, o valor do seguro é influenciado por diversos fatores e muitos deles se baseiam nas informações fornecidas no formulário de cotação.

Mentir durante a simulação para conseguir um preço mais em conta pode até gerar um “benefício” inicial, mas pode trazer problemas no futuro como a recusa de uma indenização em caso de um sinistro.

Por exemplo, há consumidores que não colocam filhos novos como condutores do veículo visando, justamente, evitar que o valor fique mais caro por conta dos jovens. Outros informam ter garagem em casa quando, na verdade, estacionam na rua durante a noite.

Forneça sempre as informações corretas para receber o real valor do seguro após uma cotação. Além de ser o certo a fazer, você garante que não enfrentará problemas no futuro. Afinal, Dia da Mentira e seguro não combinam!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *