Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

O custo dos carros mais vendidos do Brasil em outubro

Uma das principais corretoras do País e líder no segmento de seguros online, a Minuto Seguros apresenta um estudo com base na lista divulgada pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) com os carros mais vendidos no Brasil em Outubro de 2017.

O Chevrolet Onix figura no topo do ranking há mais de dois anos, desde Agosto de 2015. No mês passado, foram 18.322 unidades comercializadas. Na segunda colocação, está o Ford Ka, com 9.689 automóveis vendidos, seguido pelo HB20 da Hyundai, com 8.878, fechando o top 3. A surpresa da lista ficou por conta do Kwid, que após atingir a segunda colocação dos mais vendidos no mês passado, em outubro não está nem entre os 10. O Argo, por sua vez, se manteve na lista, na décima colocação.

CLIQUE E COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Minuto Seguros avaliou os preços dos seguros em cinco capitais diferentes: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Florianópolis (SC). O estudo considerou como perfil um condutor homem, de 35 anos e casado.

Para esse tipo de perfil, o preço do seguro do Honda HR-V pode apresentar uma diferença de R$ 2.055 entre as capitais, a maior entre os carros cotados. Na Bahia ficou em R$ 4.747, enquanto que, em Santa Catarina, o mesmo modelo apresentou um valor de R$ 2.692, uma distância de R$2.055 no preço. Por outro lado, a cotação do Fiat Argo é a que possui a menor diferença entre os veículos listados. Em Florianópolis, o valor é o mais baixo, R$1.497, e, em Salvador, o mais alto, R$2.004, uma distância de R$ 507.

Dos locais avaliados, Santa Catarina é o que possui o seguro mais barato para 90% dos carros analisados. Por outro lado, Salvador é a capital que apresenta os preços mais altos para oito dos dez automóveis listados abaixo.

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS