Controle de Estabilidade (ESC): obrigatório para carros novos em 2024

carros inteligentes Controle de Estabilidade (ESC): obrigatório para carros novos em 2024

Você sabia que a partir de 2024 todos os carros novos vendidos no Brasil deverão ter um recurso de segurança chamado Controle de Estabilidade (ESC)? 

Esse sistema é capaz de evitar acidentes graves, como capotamentos e saídas de pista, ao corrigir a trajetória do veículo em situações de risco. 

Cote, compare e economize no seguro

Receba grátis até 17 cotações e escolha o seguro que cabe no seu bolso.

Logo Reclame Aqui A Minuto é Bicampeã do Prêmio Reclame Aqui.


Neste artigo vamos explicar o que é o ESC, como ele funciona e qual é a sua importância para a segurança veicular. Acompanhe!

O que é o Controle de Estabilidade?

O Controle de Estabilidade é um recurso eletrônico de segurança ativa, ou seja, que atua na prevenção de acidentes. Ele é composto por sensores que monitoram a velocidade, a direção e a inclinação do veículo, além de um módulo central que processa essas informações e envia comandos para os freios e o motor.

O objetivo do ESC é manter o veículo sob controle em situações críticas, como curvas fechadas, pisos escorregadios ou manobras bruscas. Quando o sistema detecta que o veículo está saindo da trajetória desejada pelo motorista, ele atua nos freios de forma seletiva e reduz a potência do motor, fazendo com que o carro volte ao curso correto.

O Controle de Estabilidade recebe diferentes nomes no mercado, dependendo da marca do fabricante. Alguns exemplos são ESP (Electronic Stability Program), ESC (Electronic Stability Control), VSC (Vehicle Stability Control) e VSA (Vehicle Stability Assist). Apesar das variações, todos eles têm a mesma função básica.

Como funciona?

Para entender melhor como o ESC funciona na prática, vamos imaginar uma situação: você está dirigindo em uma estrada com chuva e precisa fazer uma curva à esquerda. Ao entrar na curva, você percebe que o carro está derrapando para a direita, ou seja, sofrendo uma perda de aderência lateral. Isso pode acontecer por vários motivos, como excesso de velocidade, pneus desgastados ou piso irregular.

Nesse momento, o ESC entra em ação. Os sensores do sistema captam a diferença entre a direção desejada pelo motorista (indicada pelo volante) e a direção real do veículo (indicada pelas rodas). O módulo central calcula qual é a melhor forma de corrigir essa diferença e envia comandos para os freios e o motor.

O ESC aplica uma força de frenagem na roda traseira direita, fazendo com que o carro gire levemente para a esquerda. Ao mesmo tempo, ele reduz a potência do motor, diminuindo a velocidade do veículo. Com isso, o carro volta à trajetória desejada pelo motorista e evita uma possível saída de pista ou colisão.

Indicação visual do controle de estabilidade

Quando o ESC está atuando no controle do veículo, ele emite uma indicação visual no painel. Essa indicação é uma luz-espia que pisca rapidamente durante a intervenção eletrônica. Ela pode ter diferentes formatos e cores, dependendo do modelo do carro, mas é geralmente representada pelo símbolo de um carro com duas linhas curvas atrás.

Essa luz-espia serve para alertar o motorista sobre a atuação do ESC e também para informar sobre possíveis falhas no sistema. Se a luz-espia permanecer acesa constantemente ou se acender durante a partida do motor, isso significa que há algum problema no ESC e que ele precisa ser verificado por um profissional qualificado.

Para saber se o seu carro possui o Controle de Estabilidade, você pode consultar o manual do proprietário ou verificar se há alguma sigla relacionada ao ESC no painel ou nos botões do console central. Alguns carros também possuem um botão para desativar temporariamente o ESC em situações específicas, como em terrenos com neve ou areia.

Obrigatoriedade do ESC e novas normas de segurança

O Brasil está seguindo uma tendência mundial de tornar o Controle de Estabilidade obrigatório para todos os veículos novos. Essa medida visa a reduzir o número de acidentes e mortes no trânsito, já que o ESC é considerado um dos recursos de segurança mais eficazes da atualidade.

Segundo as resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o ESC será implementado gradualmente no Brasil, seguindo um cronograma que leva em conta o tipo e a categoria dos veículos. O processo começou em 2020, com a obrigatoriedade do ESC para os veículos importados e para os novos projetos de veículos nacionais.

A partir de 2022, todos os veículos nacionais que já estavam em produção deveriam ter o ESC. E a partir de 2024, todos os veículos novos vendidos no Brasil, independentemente da origem ou do projeto, deverão ter o ESC. Essa regra vale tanto para carros de passeio quanto para utilitários e comerciais leves.

Além do ESC, outras normas de segurança entrarão em vigor a partir de 2024, como a obrigatoriedade das luzes diurnas de condução (DRL), que são luzes que ficam acesas durante o dia para aumentar a visibilidade do veículo; o alerta de uso do cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo; e o alerta de frenagem de emergência (EBA), que é um sistema que avisa o motorista sobre a necessidade de frear diante de um obstáculo.

Impacto do ESC na segurança veicular

Uma pesquisa realizada pelo IIHS, órgão norte-americano responsável pela segurança nas estradas, mostrou que o ESC pode evitar cerca de 30% dos acidentes fatais e reduzir o risco de capotagem em até 80%. 

Com essas estimativas, se todos os veículos dos EUA estivessem equipados com esta tecnologia, seriam evitados anualmente cerca de 10 mil acidentes com mortes.

Mitigação de danos em acidentes

Mesmo em casos de acidentes, o ESC ajuda a reduzir a severidade dos danos e das lesões. Ao manter o veículo sob controle, o ESC diminui a probabilidade de capotamentos, colisões com outros veículos ou objetos e atropelamentos. Isso significa que o ESC pode salvar vidas e reduzir significativamente os custos humanos e materiais de acidentes de trânsito.

Benefícios adicionais do ESC:

  • Maior estabilidade e dirigibilidade em diferentes condições climáticas e de estrada.
  • Aumento da confiança e do controle do veículo para o motorista.
  • Redução do desgaste dos pneus e dos freios.

Considerações importantes

  • O ESC não elimina completamente o risco de acidentes, mas é um importante aliado para a segurança viária.
  • É fundamental que os motoristas estejam cientes do funcionamento do ESC e de como utilizá-lo de forma eficaz.
  • A combinação do ESC com outras medidas de segurança, como o uso do cinto de segurança e a direção defensiva, é essencial para um trânsito mais seguro.

O Controle de Estabilidade é um sistema que aumenta a segurança veicular ao corrigir a trajetória do veículo em situações críticas. Ele será obrigatório para todos os carros novos vendidos no Brasil a partir de 2024, juntamente com outras normas de segurança. O ESC pode evitar acidentes graves, salvar vidas e gerar economia para o país. Por isso, vale a pena investir em um carro com esse recurso e dirigir com mais tranquilidade e confiança.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado com as suas dúvidas sobre o ESC e como ele é essencial para sua segurança no trânsito. Continue acompanhando nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *