Como é feito o cálculo do valor do seguro auto?

valor seguro auto Como é feito o cálculo do valor do seguro auto?

Se você está pensando em contratar um seguro auto, provavelmente já se perguntou como é feito o cálculo de seguro. Afinal, por que o preço varia tanto de uma pessoa para outra, de um carro para outro ou de uma seguradora para outra?

Neste artigo vamos explicar de forma clara e simples como é realizado o cálculo do valor do seguro auto, abordando os principais fatores que influenciam no seu preço e as diferentes formas de precificação utilizadas pelas seguradoras. Além disso, vamos ajudá-lo a entender como tomar medidas para reduzir o valor, sem comprometer a qualidade da cobertura.

Cote grátis seu seguro auto na Minuto e economize até 30%

Na Minuto você encontra o seguro auto ideal para suas necessidades. Simule gratuitamente com até 17 seguradoras numa única cotação.


Faça sua cotação online

Fatores que influenciam o valor do seguro

O valor do seguro auto é determinado por uma série de fatores relacionados ao perfil do condutor, ao veículo e à cobertura contratada. Cada seguradora tem sua própria metodologia para avaliar esses fatores e definir o preço. Por isso, é importante comparar as diferentes opções disponíveis no mercado antes de fechar negócio.

Alguns dos principais fatores que influenciam são:

– Idade e sexo do condutor: geralmente, os condutores mais jovens e do sexo masculino pagam mais caro pelo seguro, pois são considerados mais propensos a se envolver em acidentes.

– Histórico de sinistros: se o condutor já teve algum sinistro (colisão, roubo, furto, etc.) no passado, isso pode aumentar o valor do seguro, pois indica um maior risco de ocorrência.

– Local de residência e uso do veículo: o local onde o condutor mora e circula com o veículo também influencia no valor do seguro. Algumas regiões têm maior índice de roubo e furto de veículos ou maior fluxo de trânsito, o que eleva o risco de sinistros.

– Modelo e ano do veículo: o valor de mercado do veículo é um dos principais fatores que determinam o valor do seguro. Quanto mais caro for o veículo, maior será o custo para repará-lo ou indenizá-lo em caso de sinistro. Além disso, alguns modelos são mais visados pelos ladrões ou têm peças mais difíceis de encontrar, o que também encarece o seguro.

– Cobertura e franquia contratadas: a cobertura é o conjunto de riscos que o seguro cobre em caso de sinistro. Quanto mais ampla for a cobertura, maior será o valor do seguro. A franquia é o valor que o segurado paga para acionar a seguradora em caso de sinistro parcial. Quanto maior for a franquia, menor será o valor do seguro.

Como as seguradoras calculam o risco do veículo

As seguradoras utilizam diferentes formas de calcular o risco do veículo e definir o valor do seguro. Uma das formas mais comuns é a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que estabelece o valor médio de mercado dos veículos no Brasil.

A tabela Fipe é atualizada mensalmente e leva em conta as características dos veículos (marca, modelo, ano, etc.) e as variações de preço no mercado nacional. As seguradoras utilizam essa tabela como referência para calcular a indenização em caso de perda total do veículo (quando os danos superam 75% do seu valor).

Outra forma de calcular o risco do veículo é a análise estatística dos dados históricos dos sinistros ocorridos com os veículos segurados pela seguradora. Essa análise permite identificar os padrões de frequência e severidade dos sinistros, bem como os fatores que influenciam nesses resultados.

A partir dessa análise, as seguradoras podem classificar os veículos em grupos de risco e definir os prêmios (valor pago pelo segurado) adequados para cada grupo. Essa forma de precificação é chamada de tarifação atuarial.

Tipos de cobertura e seus impactos no preço

Existem diferentes tipos de cobertura que podem ser contratados no seguro auto. Cada tipo de cobertura oferece uma proteção específica para o veículo e para o segurado em caso de sinistro. Os principais tipos de cobertura são:

– Cobertura básica: é a cobertura mínima exigida por lei para circular com o veículo. Ela cobre os danos materiais ou corporais causados a terceiros pelo segurado em caso de acidente. Essa cobertura é chamada de Responsabilidade Civil Facultativa (RCF) ou Seguro Obrigatório (DPVAT).

– Cobertura compreensiva: é a cobertura mais completa e abrangente. Ela cobre os danos causados ao próprio veículo em caso de colisão, incêndio, roubo ou furto. Ela também inclui a cobertura básica (RCF).

– Coberturas adicionais: são coberturas opcionais que podem ser contratadas pelo segurado para ampliar a proteção do seu veículo. Algumas das coberturas adicionais mais comuns são: vidros, faróis e lanternas; acessórios e equipamentos; carro reserva; assistência 24 horas; acidentes pessoais dos passageiros, etc.

O tipo e a extensão da cobertura contratada têm um impacto direto no valor do seguro. Quanto mais ampla for a cobertura, maior será o prêmio pago pelo segurado. Por isso, é importante avaliar as suas necessidades e escolher a cobertura que melhor se adapta ao seu perfil e ao seu bolso.

Como reduzir o valor do seguro sem comprometer a cobertura

Existem algumas medidas que podem ser tomadas pelo segurado para reduzir o valor do seguro sem comprometer a qualidade da cobertura. Algumas dessas medidas são:

– Comparar as diferentes opções disponíveis no mercado: pesquisar e comparar as ofertas das diversas seguradoras pode ajudar a encontrar a melhor relação custo-benefício para o seu seguro auto. Para facilitar essa tarefa, você pode contar com a ajuda da Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil.

– Escolher uma franquia adequada ao seu perfil: a franquia é um dos fatores que mais influenciam no valor do seguro. Quanto maior for a franquia, menor será o prêmio pago pelo segurado. No entanto, isso também significa que você terá de arcar com um custo maior em caso de sinistro parcial. Por isso, é importante escolher uma franquia que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

– Instalar dispositivos de segurança no seu veículo: instalar dispositivos como alarme, rastreador ou bloqueador pode reduzir o risco de roubo ou furto do seu veículo e, consequentemente, diminuir o valor do seguro. Algumas seguradoras oferecem descontos ou benefícios para os clientes que possuem esses dispositivos instalados.

– Manter um bom histórico como condutor: esse é um fator que, geralmente, possibilita a redução  no valor do seguro. Isso significa evitar se envolver em acidentes ou infrações de trânsito que aumentem o seu risco como segurado. Além disso, manter seus dados atualizados na seguradora também pode gerar economia no seu seguro.

Conte com quem é especialista no assunto

Contratar um seguro auto não é uma tarefa simples. São muitas variáveis envolvidas na definição do valor do seguro e na escolha da melhor opção para você. Por isso, contar com quem é especialista no assunto pode fazer toda a diferença.

Na Minuto Seguros você encontra o tipo de seguro auto ideal de forma rápida e sem burocracia. Com 17 seguradoras para comparar preços, planos e coberturas, você pode fazer a melhor escolha para proteger o seu veículo. 

Tudo isso sem precisar sair de casa, economizando tempo e dinheiro. Acesse o site da Minuto Seguros e contrate seu seguro 100% online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *