1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Seguro

SUSEP autoriza uso de peças não originais

Um grande acontecimento no mercado de seguros ocorreu no último dia 22 de agosto. A SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) autorizou que as seguradoras consertem carros sinistrados com peças não originais. Ou seja, componentes que não tem como origem a fabricante do automóvel.

SUSEP

Por muitos anos, as seguradoras foram obrigadas a fazer o conserto dos carros somente com peças originais. Isso era um termo incluso na apólice no momento de contratar o serviço. Dessa forma, quem sofria um sinistro e acionava seu seguro, não precisava preocupar-se com a procedência das peças de reposição que seriam utilizadas.

No entanto, isso foi alterado e agora com a decisão tomada pela SUSEP, haverá mais do que uma opção para as seguradoras realizarem o conserto dos veículos. Dessa forma, as companhias terão liberdade para oferecerem a reposição do prejuízo com peças de origens diversas.

Seguro auto

Mas, independentemente de como será realizado o conserto dos automóveis, fazer a contratação do seguro auto é essencial. Afinal, como dissemos anteriormente, esse é o único serviço que oferece proteção contra diversos riscos que não sabemos quando vão acontecer, como: roubo e furto ou colisão com terceiros.

Portanto, cote seu seguro com nós da Minuto Seguros, somos a maior corretora online nesse segmento e trabalhamos com mais de 10 seguradoras do mercado para oferecer o plano ideal para o seu perfil. Basta preencher o formulário de cotação clicando no botão abaixo ou, se preferir, ligue grátis para 0800 773 3000 e fale diretamente com um consultor.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Agora, com o seguro contratado e seu automóvel protegido dos mais diversos riscos de trânsito, veja como a SUSEP definiu a reposição de peças para veículos sinistrados.

SUSEP aprova conserto de carro com peças não originais

SUSEP

Em primeiro lugar, é importante deixar claro que a SUSEP tem como principal objetivo baratear o preço do seguro no país. Afinal, no Brasil, apenas 30% da frota de veículos possui algum contrato de proteção desta natureza. Isso pode ser consequência de muitos fatores, entre eles, o preço cobrado nas cotações de seguro. Portanto, com a utilização de peças mais baratas, as companhias devem oferecer um valor menor para o seguro dos automóveis, abrindo esse mercado em pelo menos 50% dos carros que circulam nas estradas brasileiras. Inclusive, a Minuto oferece o Seguro Auto Popular nesses moldes.

Em segundo lugar, outro ponto que muda na utilização de peças não originais é que os segurados devem ter conhecimento que a cobertura mínima é para colisão, roubo e furto. Além disso, diferentemente do seguro tradicional, indeniza cerca de 80 a 90% da Tabela Fipe, de acordo com cada caso.

O seguro de peças originais vai acabar?

SUSEP - O seguro de peças originais vai acabar?

Não, as peças originais ainda serão usadas para fazer reposição em carros sinistrados. O que acontece é a oportunidade do cliente escolher com quais peças ele deseja que seu veículo seja consertado. Ou seja, poderá optar por originais, importadas ou nacionais, podendo deixar o seguro mais caro ou barato. Vale lembrar que, caso seja a vontade do segurado, também é possível utilizar peças recondicionadas para a reposição.

Todas as peças podem ser trocadas por genéricas ou usadas?

Todas as peças podem ser trocadas por genéricas ou usadas?

A SUSEP definiu que algumas peças não podem ser trocadas pelas genéricas, principalmente quando estão ligadas a segurança do automóvel. Ou seja, pastilhas de freio, suspensão a ar, amortecedores, entre outros. Portanto, no caso de conserto nessas partes, não será permitido trocar componentes originais por outros.

Qual o valor que tende a diminuir no preço do seguro?

Qual o valor que tende a diminuir no preço do seguro?

Não há um número concreto que cite quanto o preço do seguro vai diminuir, mas alguns especialistas apontam para cerca de 10%. Como dissemos anteriormente, a SUSEP trabalha com base nisso para que haja a expansão do produto no Brasil.

SUSEP exige explicação ao cliente na cotação

SUSEP exige explicação ao cliente na cotação

No momento da contratação, os corretores precisam explicar e ser transparentes em relação ao produto e as diferenças entre as modalidades. Não é permitido pela SUSEP que haja uma venda de seguro com peças não originais sem o consentimento do segurado. Este tipo de seguro só poderá ser vendido se for aprovado pelo cliente e ele concordar com todas as especificações.

Se houver dúvidas ou sugestões sobre o assunto, deixe nos comentários abaixo!

2.2 / 5 votos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *