Home » Carro » Dicas

Hábitos que estragam o carro: veja quais são os piores

Ser proprietário de um veículo exige uma série de responsabilidades e cuidados para que ele se mantenha funcionando corretamente. Fazer a manutenção preventiva constantemente, por exemplo, é uma atitude que pode evitar futuros problemas. Porém, além disso, é preciso ficar atento ao modo que você dirige no dia a dia, pois existem práticas que podem prejudicar o automóvel. Por isso, listamos uma série de hábitos que estragam o carro. Assim, é possível identificar os vícios de direção e modificá-los.

Hábitos que estragam o carro

Ficar atento ao modo de dirigir para não adotar práticas que possam provocar danos ao veículo é essencial. Além disso, outra atitude importante que vai deixá-lo tranquilo é fazer a contratação de um seguro auto. Afinal, mesmo que você adote a direção defensiva, imprevistos podem acontecer.

Já pensou se o seu veículo é roubado ou furtado? Ter um bem tão valioso tirado desta forma causa, além de frustração, um enorme prejuízo. Se você tiver o seguro auto, recebe a indenização da seguradora caso a perda total seja confirmada. E se a bateria descarrega no meio da madrugada, quando estava voltando para casa? Basta solicitar a assistência 24 horas para receber todo o apoio necessário.

Garanta a sua tranquilidade e faça uma cotação com a Minuto Seguros, a maior corretora de seguro auto do Brasil. Trabalhamos com mais 13 seguradoras, que estão entre as principais do país. Dessa forma, garantimos uma proposta que seja adequada ao seu perfil.

Para cotar, basta preencher o formulário clicando no botão abaixo. Se preferir, ligue para 0800 773 3000 e fale com um de nossos consultores.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Hábitos que estragam o carro

Esticar a marcha

Para iniciar a lista dos hábitos que estragam o carro, falamos de um dos mais recorrentes: esticar a marcha. Na prática, isso significa manter o veículo em uma marcha menor por um tempo maior do que deveria. Essa ação mantém a rotação maior e faz com que você escute aquele som do motor como se ele estivesse sendo forçado. E na verdade, é exatamente isso que acontece.

Além de forçar o motor, essa prática aumenta o consumo de combustível. Portanto, para não ter problemas, é importante utilizar a marcha corretamente. Para isso, troque-a no momento certo, nunca deixando passar do ponto vermelho da luz do painel do sensor de rotações.

Frear subitamente

Provavelmente você já se deparou com uma situação no trânsito em que precisou frear de forma brusca, certo? Existem momentos que essa é a única alternativa, porém, quando isso se torna um hábito é algo extremamente prejudicial para o veículo. Quem tem o hábito de acelerar demais e pisar no freio somente em cima da hora provoca o desgaste do componente.

O ideal é ficar sempre atento ao que está acontecendo à sua frente no trânsito. Assim, caso veja que o sinal está fechado ou que o tráfego ficou intenso, você consegue se antecipar e frear gradualmente. Além disso, certifique-se de que as pastilhas do freio estão em bom estado para não correr riscos.

Rodar com os pneus com baixa pressão

Uma das preocupações constantes mais importantes que todo motorista deve ter está relacionado à calibragem dos pneus. Isso porque andar com estes componentes com baixa pressão é um dos hábitos que estragam o carro. São vários os problemas que eles podem causar: maior desgaste na borracha, diminuindo a durabilidade dos pneus; aumento no consumo de combustível; instabilidade, o que compromete a segurança de quem está no veículo e de outras pessoas no trânsito.

O ideal é verificar a calibragem semanalmente, pois a perda de pressão acontece de forma natural, com a rodagem constante do carro. Dessa forma, certifique-se do nível de pressão dos pneus consultando o manual do veículo. Além disso, mantenha-se sempre atento para saber se chegou a hora de trocá-los.

Deixar o pé na embreagem

Outro hábito comum que pode afetar o funcionamento do veículo é manter o pé na embreagem. Seja para segurar o carro engatado quando ele está parado no trânsito ou simplesmente apoiado enquanto descansa, essa prática pode trazer danos ao componente. Afinal, isso pode forçar o disco, o que implicará em um esforço extra e desnecessário que a marcha fará para transmitir a potência que vai do motor para as rodas.

Dessa forma, evite deixar o pé em contato com a embreagem quando não estiver realizando a troca de marcha. Além desse cuidado, é importante verificar o estado do componente. Se por acaso sentir que a embreagem está dura, procure o seu mecânico de confiança.

Andar com o combustível na reserva é um dos hábitos que estragam o carro

Este é um dos hábitos que estragam o carro mais danosos. Rodar com o combustível na reserva pode gerar uma série de problemas para o veículo. O primeiro deles é o risco de pane seca, pois você pode achar que é possível chegar até determinado local, mas acabar parando no meio do caminho. Além dessa questão, essa prática prejudica a bomba, pois ela utiliza o combustível para sua refrigeração. Sendo assim, esse componente poderá sofrer com superaquecimento, o que diminui sua vida útil.

Hábitos que estragam o carro falta combustível

Outro problema que pode ser causado por esse hábito é a entrada de sujeira no fundo do tanque. Dessa forma, as partículas acabam se misturando com o combustível e sendo enviadas ao motor, o que possivelmente ocasionará falhas na peça.  

Rodar com o óleo vencido

Uma das dicas mais importantes para todo motorista é trocar o óleo no momento certo. Para isso, é necessário ficar atento à data correta para realizar a troca e, em hipótese alguma, deixar o veículo rodar com o óleo vencido.

Esse hábito pode prejudicar diretamente motor do carro, pois o óleo perde suas propriedades de lubrificação, o que permite o acúmulo de sujeira e, consequentemente, o entupimento dos dutos, além do aumento de temperatura. Ou seja, problemas à vista!

Além de verificar a validade do lubrificante, fique atento a eventuais vazamentos de óleo que possam ocorrer.

Atravessar alagamentos faz parte dos hábitos que estragam o carro

O último item da nossa lista de hábitos que estragam o carro é atravessar áreas alagadas. Em épocas de fortes chuvas nas cidades, é comum se deparar com situações como essa. Para evitar riscos à sua segurança e problemas para o seu veículo, é preciso seguir algumas dicas para enfrentar alagamentos. Entre elas, uma das mais importantes é jamais seguir se a água estiver acima da metade da roda. A chance dela entrar no motor é grande e isso causará sérios problemas no componente.

Hábitos que estragam o carro alagamento

Se por acaso passar por uma enchente, faça uma limpeza completa do veículo. Além disso, se tiver um seguro auto, fique atento às suas coberturas em caso de chuvas e alagamentos.

Lembra de outros hábitos que estragam o carro? Deixe nos comentários abaixo!

3.88 / 42 votos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *