1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Seguro

Por que carros antigos tem o seguro mais caro?

Carro antigo

Quer tirar suas dúvidas sobre o motivo do seguro dos carros antigos ser mais caro? Então você está no lugar certo. Na matéria de hoje vou explicar porque esses carros tem um custo maior de seguro.

No momento de contratar um seguro auto, muitas dúvidas surgem para os futuros segurados, afinal, é um produto complexo. Entre os questionamentos mais recorrentes das pessoas que estão atrás de proteção para o seu veículo é entender por que os seguros para carros antigos são mais caros.

Agora, entre os mitos do seguro, podemos citar o contraponto dos carros antigos, onde há rumores de que carros novos são mais visados para roubo e, por isso, precisam mais ainda de seguro auto. Na realidade, não existe uma relação direta do índice de roubo de veículos com a data de fabricação dos carros.

Ainda sem seguro para seu carro?
Cote grátis seu seguro auto com a Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil, e receba cotações de até 16 seguradoras de uma só vez.
COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

O que, em geral, atrai os bandidos é o fato de o carro ter facilidade no repasse de peças, ou seja, o interesse dos desmanches pelas peças. Nesse caso, carros mais populares tendem a ser mais visados que carros muito caros e importados, por exemplo.

Entender sobre o assunto é muito importante para esclarecer algumas situações. Para ajudar, falaremos neste artigo sobre como funciona, o que impacta no preço, as vantagens e se todos os carros antigos podem fazer um seguro. Confira os próximos tópicos!

Como funciona o seguro para carros antigos?

O seguro para carros antigos é um tipo de proteção disponibilizada para veículos com dez ou mais anos de fabricação. No geral, entre as coberturas oferecidas está a assistência 24 horas, roubo, furto e colisão.

Dependendo da seguradora, a apólice engloba algumas proteções extras e específicas, como serviços de chaveiro e troca de pneus. Um dos aspectos que diferencia o seguro para carros antigos é a cobertura para perda total.

Em automóveis novos, a cobertura costuma ser de 100% do valor da tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Já nos antigos, a média fica em torno de 75%. Outra diferença comum é o valor pago na franquia em caso de perdas parciais – o de carros novos costuma ser mais barato.

Antes de contratar um seguro para carros antigos, é importante saber as principais características e diferenças entre eles, os seminovos e usados. Dessa forma, é possível entender a apólice e conversar com a corretora sobre regras e preços. Falaremos sobre essas diferenças a seguir.

O que é carro antigo, carro seminovo e carro usado?

Antes de entender os motivos, saber diferenciar carros antigos de novos e seminovos é importante. Carros seminovos, por exemplo, são os que têm menos de três anos de fabricação e rodou até 20 mil quilômetros. Este é um caso de um veículo seminovo.

Os carros usados influem, em alguns fatores, como ter mais do que três anos e os 20 mil rodados, além dos estados da lataria, motor, embreagem, câmbio etc. O histórico de batidas também é importante de ser analisado, assim como a presença de acessórios não originais.

Já os carros antigos são os que saíram de linha e não são mais fabricados, como aconteceu com modelos famosos em 2016 e 2017.

Entenda por que carros antigos tem seguro mais caro

Essa questão é simples de explicar pelo seguinte motivo: os carros antigos, no momento de sinistro de perda parcial, apresentam peças de reparo mais difíceis de serem encontradas. Se o carro já saiu de linha, a dificuldade aumenta, impactando diretamente no preço. Esse tópico, inclusive, foi tratado nos mitos e verdades sobre seguro de carro.

Esse aumento de preço no seguro auto tende a ser maior para carros com mais de 10 anos de uso e o motivo, basicamente, é a dificuldade para encontrar peças para reposição. A perda total, por exemplo, não é um caso “tão” grave para as seguradoras quanto às perdas parciais de carros antigos que necessitam de reposição.

Modalidade flex: uma alternativa para economizar no seguro automóvel antigo

Para reduzir o custo do seguro para carro antigo, muitas seguradoras oferecem a modalidade flex. Um tipo de seguro disponibiliza uma cobertura flexível, segmentada e simplificada. Na prática, a proteção flex é 30 a 60% mais barata do que a compreensiva (seguro tradicional).

Para gerar essa economia, as seguradoras não cobram o valor da franquia e não cobrem a perda parcial (em casos de colisão). Por outro lado, oferecem as seguintes proteções: roubo, furto, danos a terceiros, assistência 24 horas e perda total. O preço final da apólice varia de acordo com as proteções contratadas pelo segurado.

No entanto, existem seguros flex que incluem também a cobertura para incêndio, responsabilidade civil facultativa, danos morais, carro extra, adicionais para retrovisores, lanternas e faróis.

Há ainda uma alternativa interessante para a modalidade flex: o segurado contrata um pacote básico e ganha adicionais. Por exemplo, adquire somente a proteção contra roubo e furto, mas com adição da cobertura contra incêndio.

Todas essas possibilidades são oferecidas pelas seguradoras para facilitar a contratação de seguros pelos proprietários de carros antigos. Porém, o objetivo também é aproveitar um mercado pouco explorado e que pode gerar bons lucros.

O que é levado em consideração no preço do seguro de carros antigos?

Entre os fatores mais relevantes que deixam o preço do seguro de carros antigos mais caros, há dois principais fatores. Um deles nós já comentamos anteriormente, mas iremos entrar no detalhe, que são as peças de reposição.

Um dos fatores mais importantes e que impactam no preço do seguro dos carros antigos é devido aos valores das peças de reposição. Elas são bem mais difíceis de serem encontradas, portanto, são mais caras. O impacto no preço do seguro acaba tornando-se visível em alguns casos.

No entanto, há algumas alternativas para que o seguro de carros antigos fique mais barato. Um exemplo disso são as instalações de rastreadores, bloqueadores ou localizadores. O seguro com rastreador é uma forma de customizar o plano e, consequentemente, baratear os custos. Eles dificultam a ação de bandidos, seja em roubos ou furtos.

E, mesmo que aconteça, esses itens podem ajudar a polícia na localização do carro. Qualquer um desses produtos pode reduzir o preço do seguro em até 20%. Vale fazer uma cotação de seguro auto para carros antigos e conhecer os preços.

Além do fato principal das peças de reposição mais caras, também é preciso apontar as estatísticas de furto, roubo e colisão de carros velhos. Alguns estudos apontam que os carros antigos, por terem menos condições de segurança, como freios ABS, oferecem mais riscos aos condutores e passageiros.

Por que contratar seguro para carro antigo?

De acordo com um artigo do portal de notícias UOL, 80% (algo em torno de 17 milhões) dos veículos segurados no Brasil tem até 5 anos de fabricação e uso. Em contrapartida, 70% (aproximadamente 35 milhões) da frota nacional não possui nenhum tipo de cobertura. Boa parte desse percentual é de veículos com mais de 10 anos.

Carros antigos, assim como qualquer outro veículo, precisa estar resguardado com o seguro auto.  Por mais antigo que ele seja, é um patrimônio e precisa de proteção. Há diversas opções que podem ajudar na contratação, como seguros somente contra roubo e furto. Mas, ter a certeza de que o veículo está protegido é fundamental.

Imprevistos acontecem com todos os tipos de carros, sejam eles novos, seminovos ou usados. As seguradoras têm inúmeros produtos que, certamente, irão se adequar ao seu carro e a idade dele. Como dito no tópico anterior, muitas seguradoras já criaram pacotes exclusivos para carros antigos.

Dessa forma, o seguro fica mais barato do que os tradicionais, além de oferecer proteções personalizadas. A Minuto Seguros é uma corretora que trabalha com mais de 10 seguradoras altamente qualificadas e prontas para montar um plano de acordo com as suas necessidades.

Todos carros antigos podem fazer seguro?

Algumas seguradoras, por conta da idade do carro, não fazem seguro para veículos com mais de 20 anos de fabricação. Nesses casos, o mais indicado é ter, pelo menos, um seguro para terceiros, a fim de garantir a proteção caso você bata em outros carros.

Além de contratar o seguro para terceiros, existe a possibilidade de contratar um seguro com rastreador, que é uma opção mais viável para carros antigos. O seguro com rastreador também é uma forma de baratear o preço.

Sem dúvidas, os carros antigos ainda são bens importantes. E alguns veículos têm um valor emocional incalculável para os seus proprietários. Por isso, precisam estar seguros e protegidos contra qualquer eventualidade. E o seguro auto é a melhor proteção.

O que achou do nosso artigo? Entendeu como funciona o seguro para carros antigos? O que acha de fazer uma cotação online sem compromisso com a Minuto Seguros? Basta clicar aqui!

Evite imprevistos: cote seu seguro na Minuto Seguros

Já pensou se ocorre um problema no seu carro e você não tem um seguro com assistência 24 horas? E se você tiver o carro roubado, furtado ou sofrer um acidente que resulte em perda total? Tudo isso são acontecimentos que podem estar cobertos pelo seguro.

Faça uma cotação agora mesmo com a Minuto Seguros, a maior corretora de seguro auto do país. Na Minuto, são feitas cotações em mais de 16 seguradoras para encontrar um plano adequado ao seu perfil e as necessidades do cotidiano. Preencha o formulário ou, se preferir, ligue grátis para 0800 773 3000 para falar com um de nossos consultores.

3.88 / 8 votos

[addtoany]

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.