1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Seguro

Você sabe o que significa abalroamento? Veja o que é e quais são suas particularidades no seguro

Você sabe o que é abalroamento? Esse termo parece estranho para você? É provável que já tenha ouvido falar muitas vezes sobre seu significado, mas não associou o termo a ele.

Quando falamos em Seguro Auto, é muito comum encontrar essa definição. A seguir você descobre o que é e quais são as particulares no seguro para cobrir esse tipo de ocorrência. 

Confira:

Ainda sem seguro para seu carro?
Cote grátis seu seguro auto com a Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil, e receba cotações de até 16 seguradoras de uma só vez. COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

O que é abalroamento de trânsito? 

Para entender o que é abalroamento, é importante lembrar que o conceito se refere a um acidente de trânsito. Em suma, é um choque entre dois veículos (independentemente do tipo, como um carro contra outro, ou carro e moto e assim por diante).

Em uma interpretação mais ampla, abalroamento pode ser, também, a colisão de um veículo contra outra coisa, como um poste e objetos fixos. É o que se chama popularmente de “batida”. Mas se o que define o que é abalroamento é o ato de duas coisas se chocarem, é possível que haja diferentes ocasiões configuradas como tal.

Existem vários tipos de abalroamento, embora colisões geralmente envolvendo dois veículos sejam as que recebem maior foco. Assim será possível visualizar um pouco melhor como funciona uma assistência do seguro no caso desse tipo de sinistro.

Vale lembrar, contudo, que há outros casos de colisão previstos que o seguro pode cobrir, como no caso de acidentes por animais na pista. Além disso, em determinadas situações como queda de árvores e buracos na rua, se houver cobertura compreensiva, e até danos em manifestações, existindo uma cláusula adicional que garanta, podem ser ressarcidos.

Quais os tipos de abalroamento?

Compreendendo o que é abalroamento resumidamente, pode-se também listar alguns dos tipos mais conhecidos.

Abaixo alguns deles:

  • Abalroamento transversal;
  • Abalroamento lateral sentido oposto;
  • Abalroamento lateral mesmo sentido;
  • Colisão frontal;
  • Colisão traseira;
  • Choque com veículo estacionado;
  • Choque com objeto fixo.

Sempre que houver uma ocorrência desse tipo, a seguradora irá verificar o que houve no acionamento da cobertura. O segurado pode ter os danos ao veículo ressarcidos e, também, o de terceiros, caso exista a Cobertura de Responsabilidade Civil.

No próximo tópico, explicamos quais são as particularidades que acontecimentos assim implicam em relação aos seguros.

Existe diferença entre colisão e abalroamento?

Não existe diferença entre eles, já que um abalroamento é uma colisão entre dois veículos.

Quais as suas particularidades no seguro? 

A partir do entendimento do que é abalroamento, é possível destacar algumas particularidades. O seguro pode cobrir essas colisões, desde que atendidas algumas condições, como, primeiramente, constar na apólice contratada pelo segurado. 

As coberturas básicas, em geral, preveem abalroamento e colisão (ao lado de capotagem e derrapagem) e queda de objeto externo sobre o veículo, como pedra.

Outras coberturas comuns são incêndio ou explosão, ressaca, vendaval, granizo, terremoto e raios, alagamento e danos por terceiros, em caso involuntário. Também cabe ressaltar que outras coberturas trazem tranquilidade em geral, como a de danos a vidros

No caso de abalroamento, algumas particularidades podem entrar na análise da seguradora para ressarcir prejuízos e danos materiais. 

O que o seguro irá analisar?

Sempre que houver um sinistro envolvendo abalroamento, a empresa irá averiguar o ocorrido e entender se, de fato, se tratou de acidente. Em caso de descuido ou intencionalidade do condutor, ela pode se recusar a cobrir os danos.

É necessário que exista um boletim de ocorrência da situação se o acidente envolver terceiros. A responsabilidade sobre o ato também será verificada para que ambos sejam indenizados, se a cobertura prever a assistência aos dois veículos.

O boletim de ocorrência pode ser feito em até 180 dias, mas o ideal é registrá-lo o quanto antes. Uma dúvida comum é, também, a respeito de qual seguro deve ser acionado em caso de abalroamento: o seu ou o do outro veículo? A saída para esse impasse costuma ser lógica. 

No caso de colisão traseira, por exemplo, o mais viável é que o veículo de trás acione seu seguro. Isso parte da recomendação de que uma distância segura deve ser mantida do veículo da frente. Por isso, se houve choque na traseira, pressupõe-se que o motorista de trás não observou a medida. Mas a avaliação específica irá variar conforme cada situação e quem foi considerável responsável pelo acidente.

Conseguiu compreender melhor o que é abalroamento e o que o caracteriza? Já tem um seguro que vai te proteger em situações imprevistas assim? Comece sua cotação agora!

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

[addtoany]

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile