Seguro residencial tem cobertura de alagamento e inundação?

cobertura de alagamento e inundação
Foto: Rodrigo Jordy

Quer entender como funciona a cobertura de alagamento e inundação no seguro residencial? Então você está no lugar certo. Nesta matéria, você vai entender como ela funciona e cada tipo de situação onde ele pode ser acionado. Confira!

Cote, compare e economize no seguro

Receba grátis até 17 cotações e escolha o seguro que cabe no seu bolso.

Logo Reclame Aqui A Minuto é Bicampeã do Prêmio Reclame Aqui.


Um problema que muitas pessoas enfrentam no Brasil são os alagamentos e por isso uma questão habitual é quais seguros fazem a cobertura de alagamento e inundação. Em grandes cidades, principalmente, quando há uma chuva mais forte, as chances de determinadas vias ficarem cheias d’água é grande.

Quando isso acontece e a água invade casas, é comum haver muitos danos a móveis, eletrônicos, eletrodomésticos e outros objetos. Aí surge a dúvida: cobertura de alagamento e inundação está disponível no seguro residencial?

Continue lendo abaixo para saber mais! 

Coberturas de alagamento e inundação no seguro residencial

Saiba que existem alguns tipos de cobertura no seguro residencial que você pode ver abaixo.

Causados pela chuva 

Não é comum que o seguro residencial inclua cobertura de alagamento e inundação originados por ação da chuva na apólice. Isso acontece porque, geralmente, casas que são atingidas por este tipo de problema costumam estar em áreas onde já existe risco notório da água invadir o local, considerado de risco.

De qualquer maneira, cada seguradora possui suas regras, portanto, a dica é consultar se há esse tipo de proteção e, principalmente, ficar atento ao que está descrito na apólice. Dessa forma, você não será pego de surpresa.  

Causados por outras situações 

O seguro residencial costuma oferecer proteção para riscos que não são possíveis de prever. Por isso, entre as coberturas do seguro residencial estão roubo, furto, queda de raio, explosão e incêndio, por exemplo. Ou seja, danos causados por situações inesperadas. 

É o caso de inundações e alagamentos causados, por exemplo, por quebra de tubulação. Neste caso, é possível que o seguro residencial cubra os prejuízos que eventualmente sejam causados por esse tipo de situação. Isso porque, diferentemente de alagamentos ocasionados pela chuva, não havia um risco prévio já conhecido pelo proprietário da residência.

Contudo, para saber se há cobertura de alagamento e inundação no seguro, consulte o corretor e fique atento ao que consta na apólice. 

Como proteger sua casa de alagamentos e inundações? 

Independentemente do fato do seguro ter cobertura de alagamento e inundação ou não, é preciso sempre pensar em proteger a sua casa destes eventos. Ainda mais se a residência fica localizada em uma região propensa a encher d’água. Por isso, listamos algumas dicas que você pode adotar para se precaver ante estes riscos. 

  • Limpe constantemente as calhas, telhas e entradas de canos de escoamento de chuvas. Assim, a água não se acumula nesses locais.  
  • Se a sua residência for situada em um aclive, construa muros de arrimo. Dessa forma, você diminui as chances de desmoronamento.
  • Para não deixar a água acumular, coloque canaletas para o seu escoamento no entorno da residência.
  • Preste atenção aos alertas da Defesa Cívil do seu estado e acompanhe a previsão do tempo para sua cidade no site do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do  INPE.

Como agir ao se deparar com um alagamento? 

Se você passar por uma situação desse tipo na sua casa, também é preciso adotar alguns cuidados para evitar maiores danos:

  • Procure não ter contato com a água que inundou sua residência, pois ela traz risco de graves doenças. 
  • Mantenha objetos importantes em locais altos. Deixar itens como alimentos, remédios, documentos e eletrodomésticos fora do alcance da água evita perdas importantes.
  • Se algum alimento tiver contato com a água, não o consuma de forma alguma. Afinal, ele pode ter sido contaminado. 
  • Não se arrisque a atravessar alagamentos. Além do risco que o contato da água traz, você pode cair em buracos ou se machucar com objetos que estão submersos. 
  • Evite ficar próximo a postes de energia, cercas elétricas, arames e outros itens semelhantes. Isso porque eles podem atrair raios, ainda mais em dias chuvosos. 
  • Procure se manter em um local seguro, que não tenha sido invadido pela água e onde seja possível aguardar ajuda ou o escoamento do alagamento. 

Tire suas dúvidas

Veja abaixo todas as respostas para as principais dúvidas sobre alagamento, inundação e enchentes.

Quais as diferenças entre alagamento, inundação e enchente? 

Em primeiro lugar, ao falar se o seguro residencial traz cobertura de alagamento, inundação e enchente, é preciso explicar quais são as diferenças entre os termos. Afinal, diferentemente do que muitos podem imaginar, eles não possuem o mesmo significado.

Enchente

Quando dizemos que há uma enchente em determinado rio, por exemplo, significa que houve um aumento do seu nível de água apenas. Portanto, é incorreto referir-se a uma situação em que a água tenha invadido as vias como enchentes, por exemplo. 

Inundação

Já o termo inundação é utilizado para situações em que a água transborda do local onde ela está armazenada e invade locais nos quais ela não deveria estar em condições normais. Ou seja, se as fortes chuvas fazem com que um rio ou lago, por exemplo, fique tão cheio a ponto de vazar, significa que houve uma inundação. 

Alagamento

Por fim, a palavra alagamento é usada para referir-se ao acúmulo de água em locais após a inundação. Neste caso, se o rio transborda e a água fica represada por conta da falta de escoamento do local, significa que ele está alagado.   

Ficou com alguma dúvida sobre a cobertura de alagamento e inundação no seguro residencial? Tem alguma sugestão de temas para abordarmos no blog? Então mande pra gente por meio dos comentários abaixo! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *