Envelopamento automotivo: veja tudo que você precisa saber sobre

envelopamento automotivo Envelopamento automotivo: veja tudo que você precisa saber sobre

Quer saber tudo sobre envelopamento automotivo? Então você está no lugar certo. Entenda nesta matéria como esse processo é feito, além de suas vantagens e desvantagens!

Virou moda nos últimos tempos fazer o envelopamento automotivo. Esse procedimento atrai os motoristas apaixonados por carros, principalmente por ser uma forma mais simples e barata de transformar a pintura do veículo. 

Economize até 30% no seguro auto

Proteja seu carro e seu tempo de descanso com um seguro auto que cabe no seu bolso.

Logo Reclame Aqui A Minuto é Bicampeã do Prêmio Reclame Aqui.


Alguns benefícios são considerados em relação à plotagem de veículos, como o novo visual, mudança na cor ou proteção da lataria. No entanto, quem não conhece a fundo o processo de aplicação do envelopamento automotivo pode se questionar sobre os riscos.

Afinal, se eu envelopar o carro, a pintura pode ser prejudicada? De fato, o envelopamento automotivo vai proteger a lataria? Por mais que o procedimento tenha virado moda nos últimos anos, essas questões ainda não foram completamente solucionadas.

Para ter um entendimento mais profundo sobre carro envelopado, primeiro você deve entender o conceito. Consiste na aplicação de uma película adesiva por toda a extensão do carro ou em determinadas partes. Pode ser para fazer uma faixa ou, simplesmente, para fazer algum tipo de desenho.

Dentre as opções para modificar o carro, existem diversas cores e modelos, começando por tons foscos, os quais são muito usados. O preto é bem comum em automóveis como o Camaro, da Chevrolet. Além das versões mais coloridas e chamativas, que podem conter até desenhos.

Partindo desse princípio, vamos mostrar se realmente vale a pena a instalação do envelopamento e se ele protege a lataria. Você também verá como funciona a aplicação e a remoção, quais os tipos de adesivos disponíveis e qual o custo, entre outras questões.

Aqueles que pensam em proteger a lataria envelopando o veículo, devem considerar também outras formas de proteção. O seguro auto é um bom recurso para  contar, você fica protegido contra diversos acontecimentos, como roubo, furto, batidas, etc. 

Além disso, também fica amparado em casos de necessidade com assistência 24 horas e outros planos de cobertura.

Para contratar um seguro auto agora, entre em contato com a Minuto Seguros, a maior corretora de seguros do país. Nós cotamos em mais de 10 seguradoras para encontrar o plano mais adequado às suas necessidades.

Basta preencher o formulário ou clicar no botão abaixo para cotar. Se preferir, você pode ligar no 0800 882 0656 e falar diretamente com um de nossos consultores.

O que diz a lei?

De acordo com a Resolução 292, da Contran, para que o envelopamento automotivo seja considerado legal, são necessários alguns pontos:

  • O responsável pelo registro e licenciamento deve autorizar previamente as modificações;
  • As alterações de cores só serão consideradas caso mais de 50% do veículo for pintado ou envelopado. Se não for possível distinguir a cor, esta terá atribuição de fantasia.

Esses carros que tiverem mais da metade da cor alterada devem procurar o Detran para atualizar as informações do cadastro. Porém, se o órgão não for informado das mudanças, será considerado um ato grave

A lei prevê uma multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH. O custo para solicitar a alteração pode variar, dependendo do Estado em que o carro está registrado.

Quanto custa o envelopamento?

O preço para envelopar um carro varia de R$ 3.000 a R$ 5.000, considerando que o material escolhido será de boa qualidade. Normalmente, esse tipo de película é importada e tem prazo de duração de aproximadamente cinco anos.

Esse preço tem variação, pois alguns pontos devem ser analisados, como o tamanho do veículo e a dificuldade para fazer a aplicação. Alguns envelopamentos podem chegar ao custo de R$ 20 mil, dependendo do material e do modelo do carro.

Para ser mais fácil compreender, vamos analisar o seguinte exemplo:

  • Fazer o envelopamento de um New Beetle é muito mais difícil do que fazer o envelopamento de um Chevrolet Onix, já que o primeiro tem muitas curvas e detalhes.

E quem já cansou da película e quiser se livrar do envelopamento automotivo prepare o bolso, pois também será necessário gastar. O custo para a remoção vai de R$ 300 a R$ 600 por procedimento.

Mesmo parecendo tão caro, atualmente os gastos com plotagem podem ser até 70% mais baratos do que uma nova pintura.

Vantagens e desvantagens de envelopar o carro

Como qualquer serviço, o envelopamento apresenta vantagens e desvantagens para o consumidor. Além de ter um custo-benefício melhor que a pintura, você precisa ficar atento às instruções para instalação.

Vantagens

As possibilidades em relação aos benefícios de plotar o carro são diversas, mas existem algumas que se destacam. Veja as cinco principais, abaixo:

1. Renovação do veículo

Antes de tudo, inserir película no carro renova sua aparência e gera mais valor por manter a pintura original intacta. Durante o processo o veículo deve passar por uma série de cuidados, como a descontaminação.

Logo, esse serviço possui eficiência suficiente para transformar o automóvel, deixá-lo com a aparência de novo.

2. Proteção da pintura original

A cor original do seu carro fica protegida contra raios ultravioleta, situações climáticas e processos corrosivos. 

3. Marketing no trânsito

Essa vantagem abraça pequenos e grandes negócios, porque com o envelopamento é possível divulgar a marca. A estratégia de marketing acontece com a gravação das principais informações do negócio na superfície do veículo.

Com a comunicação visual você reforça a identidade e a torna conhecida, pois está transitando pela cidade.

4. Instalação mais rápida

Uma pintura pode demorar até duas semanas para ser concluída, enquanto isso, a plotagem leva em média três dias. A inserção da película é mais ágil e não afeta a pintura original do carro.

5. Alto custo-benefício

Comparado a outros procedimentos como pintura, por exemplo, os gastos podem ser até 70% menores. Esse fato gera um custo-benefício que deve ser considerado na hora de escolher o que fazer para personalizar o veículo.

Desvantagens

Se não tiver os cuidados necessários com o envelopamento, ao invés de ser algo bom, o processo pode se tornar desvantajoso. Conheça cinco intercorrências que precisam de atenção.

1. Cuidados que você deve ter com o carro

A película adesiva se molda à superfície do automóvel e precisa de cuidados delicados. Por exemplo, não lave o carro com água quente ou use produtos corrosivos.

Quem pretende passar cera no carro deve pensar duas vezes. Como é um produto abrasivo, a exposição ao sol gera reações e pode causar a corrosão do adesivo. Sem contar que a falta de lavagem também pode resultar em danos à pintura e à película aplicada.

2. Produto barato

Mesmo se tratando de um serviço com custo-benefício positivo, não deve ser feito sem que se conheça a origem do produto. Se não conseguir comprovar a autenticidade do material, o uso pode acarretar prejuízo financeiro.

3. Instalação incorreta

Escolha profissionais com experiência sólida na execução dessa tarefa, pois a aplicação mal sucedida pode ficar com bolhas, lacunas e amassados.

4. Prazo de validade

Sim, o envelopamento automotivo possui prazo de validade e este deve ser respeitado. Geralmente a película deve ser removida em um período aproximado de 3 anos dependendo do tipo de material.

5. Envelopamento para sempre

Deixar a película no carro mesmo após o vencimento não é uma atitude recomendável. O adesivo pode se desgastar e até se fundir com a pintura original.

Envelopamento estraga a pintura? 

Se bem aplicado e feito com película de qualidade, esse procedimento não vai danificar a pintura do carro de forma alguma, ou seja, se o carro estava sem riscos, ele permanecerá assim. Mas lembre-se: faça esse procedimento com profissionais capacitados e com experiência no assunto. 

Vale a pena fazer envelopamento automotivo?

Se o trabalho for bem feito e a película instalada for de alta qualidade, a resposta para essa pergunta é simples: sim, vale muito a pena fazer o envelopamento automotivo.

Ao fazer o envelopamento você pode personalizar seu carro por um baixo custo, proteger o veículo e ainda pode retirar o material com facilidade sem estragar a pintura quando quiser. 

Tire suas dúvidas

Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre envelopamento automotivo.

A película protege a lataria?

Sim! Outra verdade quando o assunto é envelopamento automotivo: a película protege o carro. A resposta é simples, pois esse procedimento impede o contato com o meio externo, diminuindo o desgaste e a probabilidade de pequenos riscos no veículo.

Mas tenha cuidado com uma questão: se você realizar o envelopamento somente em uma parte do carro, os tons da pintura podem ficar diferentes, afinal, uma parte estará exposta ao desgaste do tempo e a outra não.

Quanto tempo leva o processo de instalação?

Essa é outra questão em que se deve considerar o tamanho do carro e a dificuldade de aplicação, mas, em média, o procedimento demora de 2 a 3 dias. Para fazer a remoção da película o processo demora meio dia. 

Nesse caso, é normal que um pouco de cola fique presente na lataria do carro, mas os resíduos podem ser facilmente retirados com um produto específico para isso.

Qual é a melhor película?

Como a película vai estar em contato direto com o carro, a atenção à qualidade do material precisa ser grande. Nem toda película adesiva é adequada para o envelopamento automotivo, justamente porque pode prejudicar a pintura. 

Em casos mais extremos, a película ruim pode resultar em riscos e restos de cola extremamente difíceis de remover do carro. O material usado para o envelopamento deve ser um adesivo próprio para automóveis que, atualmente, é oferecido em larga escala pelo mercado. 

Considere que a película deve ser um adesivo de alto padrão, resistente à ação do tempo, além de ser de fácil remoção, não deixando restos ou danificando a pintura do carro.

Quanto normalmente as pessoas envelopam do carro?

Como é um processo relativamente recente, os processos ainda ficam focados somente no envelopamento automotivo total.

Segundo pesquisas, 50% dos clientes adesivaram o carro por completo com preto fosco, branco brilhante ou branco fosco, as cores predominantes nesse tipo de serviço.

O restante fica dividido da seguinte forma: 40% envelopam apenas o teto, onde, normalmente, se utiliza preto; e os 10% finais aplicam o revestimento em poucas partes do carro, como capô ou retrovisores, dando apenas detalhes ao carro original.

Envelopar dificulta a venda do carro?

A resposta para essa pergunta pode variar, dependendo de alguns fatores:

  1. Se for um carro esportivo, o processo de revenda pode até ser valorizado com a plotagem;
  2. Agora, se você for vender para alguém mais conservador, a película pode desvalorizar a venda.

Dessa forma, o mais recomendado é fazer a remoção do adesivo e renovar a pintura. Ah, e ser sincero durante a negociação, falando que já foi envelopado e por qual motivo.

Com este conteúdo ficou bem mais fácil decidir fazer ou não o envelopamento automotivo em seu carro, não é? E lembre-se de proteger seu investimento e seu veículo fazendo seu seguro auto para garantir sua tranquilidade!

 

12 comentários sobre “Envelopamento automotivo: veja tudo que você precisa saber sobre

  1. A duvida que sempre tive com envelopamentos, como fica a parte da documentação do carro?
    Tem que mudar algo? Tipo sei que se por “incolor” ao meu ver nao tem problema algum na parte de documento!
    Mas por exemplo, envelopar de fosco, tem algum problema na parte de documentação ?

    1. Oi, Lenon, tudo bem? Caso o envelopamento cubra mais de 50% de toda a área externa do veículo, ela é considerada uma modificação. É permitida por lei, porém, requer uma alteração no documento do carro. 😀

  2. Rodrigo, boa tarde.
    Quero “envelopar” o teto de um Honda Cívic Touring, com teto solar. A dúvida que tenho é se o material importado existe na cor preto BRILHANTE, para combinar com as colunas das portas , que tb são brilhantes? A outra dúvida é: será que vai ficar bom?

  3. Lenon, desculpe.
    Eu o chamei de Rodrigo. A outra dúvida que tenho é se pode trazer algum incômodo na questão do seguro do veículo ou em relação à garantia de fábrica.

    1. Oi, Lauor. Não, com relação ao seguro não tem nenhum problema, mas, dependendo do quanto você irá envelopar o carro, precisará fazer a alteração no documento no veículo para, aí sim, fazer o seguro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *