1. Home
  2. »
  3. Carro

Como fazer uma vistoria veicular para transferência?

Quer saber mais sobre como fazer uma vistoria veicular para transferência? Então você está no lugar certo. Nesta matéria, você vai entender o que é essa vistoria, quem realiza, o que pode causar reprovação, como agendar e muito mais.

Comprou um veículo seminovo ou usado e terá que passar por uma vistoria veicular para transferência? Esse é um processo normal, previsto no Código de Trânsito Brasileiro, que ocorre para garantir ao comprador a segurança de que está adquirindo um veículo em bom estado, entre outros motivos.

Durante a vistoria veicular para transferência é realizada também a alteração dos documentos para o registro no nome do novo proprietário.

Ainda sem seguro para seu carro?
Cote grátis seu seguro auto com a Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil, e receba cotações de até 16 seguradoras de uma só vez. COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Acompanhe nosso artigo e entenda tudo sobre esse procedimento!

O que é a vistoria veicular para transferência?

No processo de vistoria veicular para transferência é averiguada a documentação do veículo. Assim é possível identificar se ele está com as características originais de fábrica, a presença e boas condições de uso dos equipamentos obrigatórios e avaliar se o automóvel atende a todas as normas de trânsito.

Como dito, esse procedimento garante que o comprador fará um bom negócio.

Apesar dos benefícios, esse processo ainda gera dúvidas nas pessoas. Quem é o responsável por realizar essa vistoria? Como a vistoria é agendada? Quais itens serão verificados? O que constará no laudo da vistoria? Entre outros questionamentos.

Por isso, vamos ajudá-lo a esclarecer as dúvidas mais recorrentes nos próximos tópicos. Fique atento!

Mas, além de entender a vistoria veicular para transferência, proteger o seu carro com um seguro auto é fundamental para garantir sua tranquilidade. Se o carro que estiver sendo adquirido já tiver um seguro, é possível fazer apenas um endosso para o novo motorista e mantê-lo seguro.

Como ela funciona

A vistoria veicular para transferência é uma avaliação obrigatória realizada pelo DETRAN (Departamento Estadual de Transito) em todos os veículos que vão circular no país, após a transferência de nome.

O objetivo é averiguar se os automóveis estão em boas condições de conservação e manutenção. Os três critérios principais são:

  • a propriedade do veículo é legítima;
  • a documentação dele é autêntica;
  • o carro apresenta condições seguras para uso.

Como a vistoria veicular é realizada em alguns locais pelo DETRAN, os estados são responsáveis por atender a população que habita em seu território. Apesar disso, ela possui critérios nacionais a serem seguidos. 

Quando você deve fazer

O laudo de vistoria veicular deve ser realizado sempre que um veículo for trocado de proprietário legalmente, ou seja, quando houver transferência de nomes. 

Esse procedimento é muito importante porque os carros que não estão em condições de uso são impedidos de circular, assegurando o comprador. 

Assim, se você está analisando para comprar um carro e surgir a dúvida se está em boas condições de uso, a transferência pode ser freada pelo DETRAN, o que garante a segurança do condutor e evita má índole do vendedor. 

A vistoria de transferência também deve ser realizada quando o proprietário do veículo muda de cidade ou estado, já que é necessário emitir um novo Certificado de Registro de Veículos (CRV) e Certificado de Registro de Licenciamento (CRLV).

Outros casos em que é necessário realizar uma vistoria veicular é no licenciamento dos veículos que possuem mais de 5 anos de fabricação

Também quando o proprietário realiza alterações nas características originais do carro, como mudança de categoria ou quando há situações de sinistro de seguros automotivos. 

Isso porque o DETRAN deve prevenir fraudes e modificações que estejam em desacordo com as normas da legislação.

Qual a diferença entre inspeção e vistoria veicular

Apesar de muitos confundirem a vistoria veicular e a inspeção veicular, existem algumas diferenças nesses processos.

A vistoria possui um maior foco em avaliar o veículo visualmente. Assim, não é utilizado qualquer equipamento para averiguar o estado de conservação e uso das peças internas. Os documentos são checados para avaliar se estão regularizados segundo as normas do DETRAN.

Já a inspeção veicular é mais focada em avaliar as condições de uso do veículo. Assim, são utilizados equipamentos específicos a fim de testar as peças e demais características do automóvel. 

Existem alguns parâmetros que devem ser atingidos conforme a legislação para provar que o veículo está em boas condições de circulação.

Ambos os procedimentos são realizados por profissionais da área de engenharia com registro do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA). Dessa forma, apenas pessoas capacitadas a realizar os testes são escaladas para a fazer a inspeção e vistoria veicular. 

Quais documentos são necessários para fazer a vistoria do veículo

Os documentos necessários para a realização da vistoria são os seguintes:

  • CNH do condutor;
  • Identidade – RG e CPF;
  • CRLV – o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo;
  • CRV – o Certificado de Registro de Veículo.

O que se analisa nesse procedimento?

A primeira análise realizada é em relação à regularidade dos documentos do carro, já que sem isso é impossível efetuar a transferência. Nesse momento são verificados documentos como o Certificado de Registro de Veículos (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

Após essa primeira verificação, o perito irá atrás de possíveis débitos. Taxas como o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), também conhecido como seguro obrigatório do veículo, o licenciamento e o IPVA devem estar quitados integralmente.

Caso existam multas ou outros encargos, eles devem ser pagos antes da transferência do veículo ou mesmo antes da realização da vistoria.

Caso o carro tenha passado por essa primeira análise de documentos, a vistoria veicular para transferência começará efetivamente.

Nesse momento serão analisados itens obrigatórios do carro como: chave de roda, triângulo, buzina, velocímetro, retrovisores, cinto de segurança e extintor de incêndio. Todos esses itens precisam apresentar bom funcionamento e estado de conservação, obrigatoriamente.

Quais os valores das taxas de transferência?

Se você está se perguntando quanto custa a vistoria veicular, não existe uma resposta certa. 

Isso porque, os custos da vistoria e dos outros procedimentos necessários para realizar a transferência de nome variam de estado para estado. Em alguns locais, a vistoria de transferência só pode ser realizada pelo próprio DETRAN. 

Vale lembrar que algumas categorias estão isentas da cobrança da taxa de vistoria. Então, a fim de economizar dinheiro, você deve consultar se é o seu caso. Além disso, as taxas e valores são reajustados a cada ano. 

De acordo com o DETRAN de São Paulo no ano de 2021, esses são os valores:

  • Transferência de propriedade — R$ 233,99;
  • Transferência de propriedade + Licenciamento — R$ 322,90
  • Licenciamento + CRLV — R$ 98,91
  • 2ª via CRV + Licenciamento — R$ 223,99;
  • 2ª via CRV + Licenciamento — R$ 322,90;
  • 1º Registro no estado — R$ 355,80.

Como agendar a vistoria veicular para transferência?

A forma de marcar vistoria no Detran pode variar de lugar para lugar. Por isso é importante se informar com a ECV onde se pretende realizar a vistoria. O DETRAN também pode ajudar nesse processo, pois ele organiza as vistorias por agendamento presencialmente na instituição ou pelo site.

Tudo depende de como e onde comprador e vendedor pretendem marcar a vistoria. Isso é dito porque alguns órgãos atuam de forma independente e outros sequer oferecem agendamento online ou podem até realizar a cobrança de uma taxa por esse serviço.

O processo para agendar a vistoria veicular para transferência pelo DETRAN é bem simples: basta acessar o site do órgão na sua cidade e emitir o bilhete com a taxa de agendamento – caso exista essa etapa. Feito isso, realize o pagamento e espere que ele seja compensado para retornar ao site e preencher a ficha de cadastro de vistoria. Escolha a melhor data e horário e pronto!

Caso haja o desejo de realizar o procedimento em alguma das outras empresas credenciadas, o serviço deve ser requisitado diretamente no local escolhido, sem a necessidade de passar pelo DETRAN.

Onde fazer vistoria veicular para transferência?

Atualmente, algumas empresas credenciadas pelo DETRAN estão autorizadas a realizar as vistorias veiculares.

Elas são chamadas de Empresas Credenciadas de Vistorias (ECV) e podem oferecer um laudo legítimo sobre o estado do carro.

Até pouco tempo atrás a vistoria veicular para transferência de propriedade era realizada apenas pelo DETRAN, o que deixava o processo muito mais lento, pois  as pessoas precisavam comparecer presencialmente à respectiva sede estadual e dar entrada na documentação de transferência para que o veículo pudesse passar pela vistoria do órgão.

A mudança em relação à obrigatoriedade trouxe benefícios como a otimização do tempo. Em geral, os locais especializados na vistoria veicular para transferência não demoram mais do que 30 minutos para realizar o processo.

O que pode provocar a reprovação na vistoria?

Os motoristas devem saber que veículos rebaixados ou que não possuem a integridade da suspensão serão reprovados.

Além disso, os pneus precisam estar em boas condições e a largura não deve exceder o limite da carroceria do veículo. Nesse caso, entender como aumentar a durabilidade dos pneus é uma boa sugestão.

Outros pontos que podem causar reprovação na vistoria veicular para transferência são janelas rachadas ou quebradas. Carros blindados precisam estar com a blindagem especificada no documento e ela não pode apresentar sinais de desgaste, como bolhas de ar.

Caso os vidros estejam com película de proteção, será verificado se ela está nas normas permitidas pelo Código de Trânsito Brasileiro. Caso o insulfilm esteja muito escuro, será necessário retirá-lo para a aprovação na vistoria.

Número do chassi e do motor ilegíveis também são motivos para reprovação. Portanto, veja se não há nenhum tipo de rasura ou pedaços raspados nesses elementos.

Tire suas dúvidas

Veja as respostas para as principais dúvidas sobre o tema.

Preciso estar presente durante a vistoria

A pessoa proprietária do veículo não precisa estar presente na vistoria, mas o condutor do veículo precisa ser habilitado e estar com todos os documentos informados acima. Caso você esteja ocupado na data ou não se sinta à vontade com questões técnicas da vistoria, pode pedir para alguém de confiança levar o veículo.

O que consta no laudo de vistoria veicular para transferência?

Caso o veículo seja aprovado em todos esses pontos, será emitido o laudo de aprovação sobre o estado atual do carro. Esse é um comprovante com todas as informações contidas no documento do veículo e com o que foi registrado no DETRAN. Legalmente, esta é a prova de que o veículo está apto e sem restrições em relação à documentação.

No laudo também está atestado o bom estado de todos os itens obrigatórios e a veracidade dos números de chassi e motor, comprovando a procedência do veículo.

Além disso, é possível ver fotos do veículo e outras informações específicas como a questão do hodômetro, onde a quilometragem original é medida no procedimento de vistoria, coibindo possíveis fraudes.

Caso seu veículo tenha sido aprovado, você receberá a certificação e um selo de inspeção, colado no vidro dianteiro, garantindo a validade da vistoria veicular para transferência.

Em caso de reprovação, você receberá um relatório com os motivos pelos quais seu veículo não foi habilitado.

O laudo da vistoria é válido em todo território nacional?

Não! O laudo oferecido após a aprovação da vistoria tem validade apenas no estado onde o processo foi realizado. Por isso, lembre-se de fazê-la no município de onde o carro será registrado. Do contrário, o certificado não terá validade e você poderá ter problemas.

Esta matéria ajudou você a entender o processo de vistoria para transferência? Se você ainda tem dúvidas, mande para nós e ficaremos felizes em ajudar. E não se esqueça de manter seu veículo protegido e garantir sua tranquilidade!

Evite imprevistos: cote seu seguro na Minuto Seguros

Já pensou se ocorre um problema no seu carro e você não tem um seguro com assistência 24 horas? E se você tiver o carro roubado, furtado ou sofrer um acidente que resulte em perda total? Tudo isso são acontecimentos que podem estar cobertos pelo seguro.

Faça uma cotação agora mesmo com a Minuto Seguros, a maior corretora de seguros auto do país. Na Minuto, são feitas cotações em mais de 16 seguradoras para encontrar um plano adequado ao seu perfil e as necessidades do cotidiano. Preencha o formulário ou, se preferir, ligue grátis para 0800 773 3000 para falar com um de nossos consultores.

3.76 / 51 votos

[addtoany]

Comentários

  1. Ola bom dia. ..minha esposa comprou uma moto. .eo documentos estão em dia e foi feito ja um laudo em 2017 ..agora ela irá transferir a moto pro nome dela .é necessario fazer um novo laudo. ??

    1. Oi, Celio, tudo bem? Sim, será necessário um novo laudo. Normalmente esse documento de transferência veicular do Detran tem validade de 30 a 60 dias.

  2. Olá Boa tarde. Comprei um carro que passou na vistoria de transferência. Já está no meu nome. Porém ao fazer seguro foi reprovado por longarina mal reparada.
    Esse tipo de situação não é verificada na transferência?

  3. Gostaria de saber caso seja reprovado na vistoria veicular para transferencia terei que pagar outra vez para fazer outra vistoria?

    1. Alice, tudo bem? Nesse caso não há uma obrigatoriedade por nenhuma das partes, mas em geral, a concessionaria arca com essa custo. Pode ser negociado no momento de fechar o negócio.

  4. Boa noite! Fiz um laudo de vistoria com uma empresa credenciada pelo Detran onde a concessionária que eu iria comprar um carro e dar o meu como parte de pagto indicou. A vistoria resultou como reprovada e não concordei com os motivos.Acabei não negociando o outro carro com a loja, por desvalorizarem demais o meu carro por o laudo ter sido reprovado. Minha dúvida é se este laudo vai ficar lançado no Detran mesmo sem eu ter transferido o carro? Posso refazer este laudo em outra empresa? Obrigado

    1. Rosângela, tudo bem? Sim, o laudo é lançado no Detran. Você pode fazer em outro lugar, mas a tendência é que os mesmos apontamentos sejam feitos. Sugerimos que você realize os reparos indicados antes de realizar uma nova vistoria.

    1. Oi, Alex, como vai? Poder você até pode, mas o veículo será reprovado na vistoria por conta da documentação. Sugerimos que você regularize primeiro.

    1. Julio, tudo bem? A transferência precisa ser realizada junto ao Detran da sua cidade. Sobre o prazo, depende do Detran, cada um estipula um prazo. No começo do ano, a tendência é que demore mais por conta do alto pedido de antecipação de Licenciamento. Mas, em geral, considere cerca de 30 dias. E sim, você pode optar por receber em casa ou retirar pessoalmente.

  5. Fiz a compra de um carro, o laudo o demostrou regular, mas posteriormente soube-se no Detran que o veículo estava bloqueado por dívida fiscal do anterior proprietário, no laudo deveria aparecer tal bloqueio?

    1. Paulo, no laudo de vistoria constam as principais informações, como IPVA e licenciamento. Possivelmente, essa dívida fiscal não iria aparecer.

  6. Bom dia, tudo bem?
    Parabéns e obrigada pelo artigo.
    No caso de o carro ser reprovado, quem arca com o custo do laudo? O interessado no veículo ou o atual proprietário? O licenciamento está no prazo, vence em maio. Pode ser reprovado por isso?

    1. Amanda, como vai? O responsável pelo pagamento da vistoria deve ser combinado entre o proprietário e o comprador, mas esse papel geralmente é cumprido pelo atual dono do veículo. O licenciamento pode sim ocasionar na reprovação da vistoria. 😉

  7. Comprei um carro no ABC ( São Bernardo), a loja me deu um laudo que ainda não completou um mês, com esse laudo eu posso fazer a documentação para o meu nome? e se eu quiser transferir para o ABC (Diadema) eu preciso fazer outro laudo na cidade de diadema ou esse de São Bernardo serve?

    1. Ronaldo, este laudo ainda é válido, mas você não pode deixar o prazo expirar. E não, os laudos, em geral, são válidos em todo estado.

  8. Boa tarde!
    Gostaria de tirar uma dúvida.
    Comprei uma moto mas tive que mudar de cidade antes da transferência. Eu posso realizar os procedimentos na cidade que o vendedor está e fazer apenas a vistoria na cidade nova (mesmo estado)?
    Aguardo, obrigada!

    1. Maria, como vai? Cada etapa do processo de transferência deve ser em um determinado local. Isso depende de como funciona o Detran da sua cidade e do antigo proprietário do automóvel. Recomendamos que busque informações mais detalhadas no Detran das duas cidades.

  9. eu quero fazer a vistoria porem na minha cidade o local que faz esta fechado ficara inativo por um dois meses. eu posso fazer a vistoria e o emplacamento em outa cidade sendo que a cidade que consta na declaração de residencia e outra ???

    1. Mauricio, como vai? Se o local de sua cidade está indisponível, consulte o Detran de seu estado para saber onde deve ser realizada a vistoria. Certamente, irão indicar outro lugar.

  10. Boa tarde comprei um carro financiado, mas ainda não transferi para meu nome nem assinei o DUT, pois o veículo já foi 4 vezes para a mecânica e continua com problemas. Ao passar pelo laudo de vistoria, foi aprovado com apontamentos (etiquetas) além de eu consultar os débitos no DETRAN consta licenciamento atrasado e uma multa de 224 reais por falar ao celular, anterior á data que eu comprei o carro. Já entrei em contato com o lojista e não há acordo com ele, essa prática já foi feita com outras pessoas. Como devo agir? Devo transferir o carro para o meu nome? Já contratei um advogado que está cuidando do caso, pois o lojista se nega a trocar o veiculo por outro de mesma marca e mesmo valor conforme consta no art. 18 do CDC. Obrigado.

    1. Carlos, como vai? Nesses casos, a resolução provavelmente será por meios judiciais mesmo, portanto, é recomendado que você aguarde as orientações de seu advogado para saber a melhor atitude a se fazer em respeito ao veículo.

  11. Boa tarde, se o laudo e valido em todo o estado onde foi feito, este pode ser feito em qualquer cidade do estado.
    Ex: comprei o meu carro em FLORIANÓPOLIS/SC,IREI PRIMEIRO FAZER A VISTORIA E DEPOIS ASSINAR O RECIBO PARA TENTAR EVITAR ALGUM PREJUÍZO. MAS EU MORO EM JOINVILLE/SC, ESTE LAUDO FEITO EM FLORIANÓPOLIS TERÁ VALIDADE EM JOINVILLE PARA FAZER A TRANSFERÊNCIA.

    1. Rodrigo, como vai? Isso depende do Detran de seu estado. É recomendado que retire esta dúvida com um despachante ou até mesmo entrando em contato com o Detran por telefone.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile