1. Home
  2. »
  3. Viagem

Rota 66: dicas de viagem pela rodovia mais famosa dos EUA

Uma das viagens mais famosas do mundo, principalmente para quem curte viagens de carro ou moto! A Rota 66 é uma das rodovias mais famosas do mundo, pois já foi retratada em diversos filmes, livros e séries. Isso fez com que ela ganhasse muita fama. Para percorre-la, do início ao fim, são cerca de 4 mil quilômetros e foi criada com um único intuito: ligar os Estados Unidos de leste a oeste. Entretanto, mais do que isso, a Rota 66 tem muito mais a oferecer.

A Rota 66 corta oito estados: Chicago, Missouri, Kansas, Oklahoma, Texas, Novo México, Arizona e Califórnia. Uma curiosidade bem interessante sobre a rodovia é que, no início, quando ela foi projetada e construída, remetiam à Rota 66 como sinônimo de mudança. Isso tem um motivo: as pessoas cortavam o país inteiro, pois buscavam novas oportunidades de vida e, principalmente, de trabalho.

rota 66

Com o passar dos anos, hoje, a Rota 66 é praticamente voltada para o turismo. Alguns trechos dela foram desativados, mas ainda assim, continua otimamente conservada e, em algumas partes, houve até revitalização. Durante o percurso é possível encontrar diversos pontos legal para curtir, como paisagens naturais, lanchonetes, hotéis, postos de combustível, museus, parques e muito mais. Mas, só o fato de viajar pela Rota 66 é muito divertido e vale a viagem.

Seguro viagem ao fazer a Rota 66

Quem for fazer a Rota 66 precisa contratar um seguro viagem. É a forma mais segura de percorrer todo trajeto e não se preocupar com mais nada. Além disso, o seguro viagem engloba outras proteções como o extravio de bagagem e caso de necessidade de atendimento médico. Só assim os viajantes terão tranquilidade para viajar sem preocupações, pois o seguro contempla tudo o que o viajante quiser!

Para contratar um seguro viagem para a Rota 66, entre em contato com a Minutos, a maior corretora de seguro online do Brasil. Basta preencher o formulário, clicando no botão abaixo, ou se preferir, ligue para 0800 773 3000 e fale com um de nossos consultores!

COTE SEGURO VIAGEM GRÁTIS

Agora chegou o momento de conhecer os melhores destinos da Rota 66 e saber exatamente onde parar durante o trajeto!

Não tenha pressa de finalizar a Rota 66

Um dos principais erros de quem vai fazer a Rota 66 é a pressa! Para fazer esse tipo de viagem você não pode estar ansioso ou afobado para chegar ao destino final. Reserve alguns dias para realizar o percurso com tranquilidade. O destino inteiro tem cerca de 4 mil quilômetros de extensão, então, é bem longo.

rota 66

Separe, pelo menos, uns 15 dias para fazer a viagem com toda tranquilidade e, é claro, curtindo todos os estados e cidades que passar. Não adianta querer chegar o quanto antes, pois, dessa forma, você não irá aproveitar.

Você irá se deparar com muitas culturas, desde índios até todo futurismo das praias do pacifico. Ou seja: precisa de calma e tempo para fazer a Rota 66. Sem desesperos!

Comece por Chicago e termine na Califórnia

Para fazer, de forma tradicional, a viagem da Rota 66, comece por Chicago. Muitas pessoas iniciam a viagem pelo Pier de Santa Monica, mas lá é o final da rota. Inicie por Chicago e faça o trajeto da forma mais tradicional possível.

Assim, você poderá contar para todo mundo que fez o trajeto como um legítimo norte-americano. Tente não queimar paradas ou etapas da Rota 66. Acredite: todos os lugares valerão muito a pena.

Pontos importantes para conhecer na Rota 66

Chicago é o início da Rota 66 

rota 66 início

 

Como início da Rota 66, Chicago é uma das cidades mais importantes dos EUA e, claramente, parada obrigatória de quem irá fazer rota. Lá é a terra do jazz e do blues, ótimo para os amantes de música.

Além disso, ao passar por Chicago, os viajantes podem curtir o Lago Michigan, que ainda por cima, serve de fundo para parques, pubs, museus e o maior prédio do país, a Willis Tower.

Por ser conhecida como a “cidade dos ventos”, esteja preparado e com as roupas adequadas na mala. Quem foi à Chicago sabe que o vento incomoda bastante.

O St. Louis tem muitos monumentos

rota 66 missouri

A parada no estado do Missouri faz parte da rota e é bem importante. Ao visitar a cidade de St. Louis aproveita para, também, curtir um pouco da cultura musical. A indicação é de fazer uma parada por lá e assistir a um show musical.

Não deixe de visitar dois monumentos muito importantes: a Chain of rockk Bridge e a Gateway to the West, que são duas construções fabulosas. A primeira é uma ponta de que fica acima do Rio Mississipi e que já fez parte da Rota 66 e ainda continua símbolo do trajeto. Já a segunda, é um arco memorial que homenageia o oeste americano. Se puder, faça a visita à noite, que é quando o arco está com uma iluminação toda especial.

Para finalizar a passagem pelo Missouri, não deixe de passar uma noite no Munger Moss Motel, que é o primeiro motel do planeta. Para fazer jus ao título, o empreendimento oferece acomodações ao estilo mais clássico.

O Texas tem muito a oferecer

Além da gastronomia tradicionalíssima e fora de série, o Texas tem outros pontos bacanas para serem oferecidos aos viajantes. Entre eles, em Amarillo, é possível conhecer o Cadillac Ranch, um local onde fica instalado o grupo Ant Farm e conta com 10 Cadillacs enterrados no chão.

Os turistas que passam por lá costumam grafitar as latarias e deixar a presença marcada. É um lugar inusitado e que faz parte da Rota 66.

O Novo México também é passagem obrigatória

Nessa parte da viagem, no Novo México, significa que você já percorreu metade do caminho, aproximadamente. Na capital do estado, Santa Fé, há uma forte cultura indígena, bem diferente do que já foi mostrado na Rota 66.

Por aqui é possível fazer um belo passeio de balão e aproveitar os mais diferentes museus e galerias de arte da região. Tudo por lá é dedicado às culturas indígenas e também às culturas countries.

Para quem for passar a noite por lá, que é indicado, diante de tantas atividades, o El Rancho Hotel, é um local que hospedou estrelas do cinema nos anos 30 e 40.

No Arizona, hospede-se de maneira diferente

As hospedagens diferentes não param! Ao passar pelo Arizona, é possível passar pelo Deserto Pintado, que faz parte do Petrifield Forest National Park. Lá é contada a história natural com mais de 200 milhões de anos e inúmeros sítios arqueológicos e exemplares de fosseis.

Ao retomar à Rota 66, uma dica de hospedagem é no Wigwam Motel, em Holbrook. Por lá as acomodações são em formato de tocas de índio. Muito interessante e uma experiência única.

Passe pelo Grand Canyon

Durante a Rota 66 é possível passar pelo Grand Canyon e ter um belíssimo pôr do sol para acompanhar. Aqui é considerado um dos pontos mais emblemáticos da viagem. Em Laughin, em Nevada, penúltimo do roteiro, o Parque Nacional do Grand Canyon é um paraíso do ecoturismo, pois o tamanho dele é de deixar qualquer um boquiaberto. São 446 quilômetros de comprimento e, em alguns trechos pode chegar a 29 quilômetros de largura, além de 1,8 quilômetro de profundidade.

Não tem como não se impressionar ao passar pelo Grand Canyon. Mas, tome cuidado, principalmente as pessoas que têm problema com altura.

Jogue e divirta-se em Vegas

Como fazer a Rota 6 e não passar por Las Vegas? Depois de tanto viajar, de percorrer tantos quilômetros, um pouco de diversão nos cassinos não faz mal a ninguém.

Além da jogatina é legal também parar para ver shows e espetáculos em um dos maiores centros de entretenimento do mundo. Não tem como não se apaixonar por Vegas e curtir a viagem da Rota 66 sem passar por lá. Mas, lembre-se de tomar cuidado para não deixar todo seu dinheiro no cassino. Ainda há uma última parada na Rota 66.

Finalize com a Califórnia

Como destino final, a Califórnia é o estado para relaxar e se recuperar de uma viagem incrível, mas longa. Por aqui há diversas opções de cidades, como San Francisco e um passeio na Golden Gate. Mas, uma passagem por San Diego também é importante para a rota, principalmente para quem ama praia e quer curtir o final da viagem com muito estilo.

Para fechar o seu passeio pela Rota 66, a praia de Santa Monica, em Los Angeles, é um grande centro de lazer. Há o Pier e o parque super famoso no local.

4.1 / 10 votos

Comentários

  1. Olá,onde alugou o carro para fazer a route66? vou fazer essa viagem em setembro e as agencias que encontrei cobram 600 dolares de taxa por entregar o carro noutro estado. tb pagou isso?

    1. Oi, Margarida, tudo bem? Há inúmeras locadoras de carro nos Estados Unidos e cada uma com as suas regras. Rent a Car, Alamo, Hertz, Travel One Rent a Car… Você só precisa fazer uma busca para saber quais são as melhores condições para o seu aluguel. E quanto à taxa, pode ser sim que você tenha que pegar algo por devolver o veículo em outro estado, é algo comum entre as locadoras, Quanto ao preço, pode ser que haja variações.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *