1. Home
  2. »
  3. Carro
  4. »
  5. Notícias

Com fim do simulador, processo para tirar CNH fica mais barato

Após as novas regras para tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) entrarem em vigor, já foi registrada queda nos preços do processo para obter a habilitação. Com menos horas a cumprir e sem a necessidade de passar pelo simulador, autoescolas estão cobrando até R$ 300,00 a menos do que antes.

A Resolução 778 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) começou a valer na última segunda, 16. Nela, o órgão definiu uma série de mudanças. Entre elas, que não é obrigatório passar mais pelo simulador para tirar a CNH. Além disso, o número de horas de aulas práticas necessárias caiu de 25 para 20. Essa medida é válida para aqueles que desejam se habilitarem para dirigir carros (categoria B).

Valores caíram sem simulador e com diminuição de horas 

Com menos serviços a serem oferecidos no processo para tirar a CNH, os preços ficaram mais em conta. Em contato com 10 autoescolas de Brasília/DF, o portal Metrópoles verificou valores até R$ 300,00 menores do que anteriormente. Neste caso, o pacote que antes saía por R$ 1.950,00, agora é encontrado a R$ 1.650,00. Mas, também foram averiguados descontos não tão atrativos assim. Algumas empresas baratearam em R$ 200,00, enquanto outras, apenas R$ 100,00.

À medida em que os preços caíram, a procura para tirar a habilitação também aumentou. De acordo com a autoescola Brasiliense, houve um aumento de 50% de interessados desde que a nova resolução entrou em vigor. Em contrapartida, algumas empresas não sentiram diferença notória.

“O que aconteceu foi que, durante esse prazo (de 90 dias, dado pelo Contran para adequação), as pessoas pararam de procurar a autoescola. Então, nesse período, não fiz quase nenhuma matrícula. Agora, as pessoas voltaram a buscar um processo mais barato. Na realidade, os valores foram realocados para outras áreas do processo, porque o que encarece são as taxas do Detran”, afirma Gervasio Soato, diretor da autoescola GS.

Outras mudanças relacionadas à carteira de habilitação ainda podem acontecer em breve. Vale lembrar que, recentemente, um projeto de lei foi apresentado que quer, entre outras coisas, aumentar o limite da CNH para 40 pontos.

Fonte: Portal Metrópoles

 

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile