Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

5 perigos de trafegar com o pára-brisa trincado

 

Ter um carro não é tarefa fácil. Imprevistos podem acontecer a todo o momento e nos deixar em uma situação de saia justa e até de perigo, como em casos de pneus furados, pista molhada, batidas, colisões, engarrafamentos ou até um pára-brisa trincado. Sim, isso é muito mais fácil de acontecer do que as pessoas imaginam.

Por ser um vidro bastante resistente e feito para que não estilhace, preservado a segurança do motorista, o pára-brisa, quando sofre algum dano, em grande parte, fica com um trinco que pode ser altamente prejudicial ao motorista, oferecendo perigos para guiar o veículo e até multas e apreensão por falta de segurança.

O que diz a lei sobre o pára-brisa trincado?

De acordo com o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), trafegar com o pára-brisa trincado pode afetar diretamente a segurança do motorista e de possíveis passageiros que estejam no interior do veículo. Essa autuação é grave e pode render 5 pontos da carteira e multa de R$195,23, além da apreensão do veículo até que o problema seja solucionado. Os valores das multas foram reajustados em novembro de 2016 e ficaram até 66% mais caros. Veja mais sobre o assunto aqui.

Ainda segundo a resolução do CONTRAN, o pára-brisa é um lugar do carro que deve estar livre de riscos, trincas ou rachaduras que prejudiquem a visão do motorista. Essa atitude pode acarretar em graves problemas durante o trânsito diário ou mesmo na hora de pegar rodovias e estradas. Portanto, dá para perceber que a legislação é bem rígida quanto esse assunto. Por menor que o trinco ou a rachadura sejam, você está passível de ser autuado e receber as sanções mencionadas no parágrafo acima.

Para garantir que o problema não se agrave e fique mais difícil de recuperar o pára-brisa trincado, é indicado que um adesivo, vendido no mercado automotivo, seja colocado no local, isolando-o e mantendo o dano, pelo menos, intacto. Isso também evita que resquícios vindo de fora possam adentrar o carro, como poeiras e água. Quanto menor for o dano, mais simples será para consertar e menor será a probabilidade de troca total do pára-brisa trincado.

Seu seguro pode trocar o pára-brisa trincado

Atualmente, algumas seguradoras oferecem até um serviço para reparar o dano no pára-brisa, mas o local afetado não pode ser maior do que uma moeda de R$1. Esses trincos são muito comuns e quase sempre ocasionados por chuvas de granizo, pedrinhas de asfalto fresco e cascalhos de construção.

Fazer um seguro para o seu carro com cobertura total de vidros é muito indicado para garantir que você não tenha dores de cabeça. Na Minuto Seguros, temos diversos planos e preços para atender às suas necessidades, além de coberturas específicas, como a de cobertura de vidros, para incorporar o seu produto. Faça uma cotação agora e receba opções de mais de 10 seguradoras altamente confiáveis do mercado. É rápido e é grátis.

  1. É muito perigoso dirigir com o pára-brisa trincado?

Sim! Ao notar que ocorreu esse dano no seu carro, especificamente, no vidro do pára-brisa, conserte-o o quanto antes. Mesmo sendo um pequeno trinco e que não impeça a sua visão, realizar essa ação pode causar danos muito mais graves do que as multas e apreensão do veículo, citada anteriormente.

Quando intacto, o pára-brisa pode suportar as vibrações e torções sofridos pelo carro quando trafegando pelas estradas. Porém, basta qualquer dano para que sua resistência seja comprometida.

Pára-brisa trincado reduz a força de resistência ao vento

Ao andar em estradas, por exemplo, a velocidade do carro é muito maior do que em ruas e avenidas da cidade e com um trânsito um pouco mais lento. Deixar o carro com o pára-brisa trincado nessas situações reduz drasticamente a resistência ao vento, pois, por menor que seja o dano, o pára-brisa não vai fazer o “serviço” de forma completa.

É muito perigoso e provável, por exemplo, que o vidro se solte por inteiro e vá em sua direção. Ao notar esse trinco, pare o carro o mais rápido possível no acostamento e chame uma assistência 24 horas ou o guincho do seu seguro. Dependendo do tamanho do trinco, ele poderá ser resolvido em pouco tempo e você poderá seguir viagem normalmente, com muito mais segurança e sem nenhuma probabilidade de acidentes graves.

  1. Um pequeno risco pode se transformar em um buraco gigante

Não oferecer a devida atenção a esse tipo de manutenção pode agravar o problema e fazer você gastar muito mais do que deveria. Um simples risquinho no vidro pode se tornar um estilhaço completo ao passar em um buraco, por exemplo.

Isso é devido à alta probabilidade do vidro continuar trincando com o tempo e com as trepidações. Um vidro estilhaçado, numa viagem à noite, compromete diretamente a segurança de todos que estão no carro.

  1. O pára-brisa tem papel importante na estrutura do carro

Em alguns modelos, dependendo da arquitetura do carro, o pára-brisa serve como uma importante estrutura de apoio. Por isso, nesses casos, o vidro trincado pode comprometer diretamente a integridade estrutural.

O teto pode desabar e causar um acidente de grandes proporções. Isso também pode ocorrer em leves batidas e o pára-brisa trincado acarretar em outras situações com o teto do carro. Donos de veículos com pára-brisas panorâmicos ou integrados ao teto de vidro nunca devem trafegar com trincas nessas superfícies.

  1. Multa e apreensão do veículo

Isso não está tão ligado à segurança, mas ter que arcar com esse valor vai ser muito pior para você. Como dissemos, um carro com o pára-brisa trincado é uma autuação grave, de 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), com multa de quase R$200, além de apreensão do veículo até que o problema seja resolvido.

Se você tiver seguro, esse problema não precisa nem ser custeado por conta da cobertura de vidros completa que você pode contratar. Evite dores de cabeça por um problema que pode ser resolvido em pouco tempo e sem grandes transtornos.

Andar com o pára-brisa trincado pode render muito mais problemas do que os que levantamos aqui. Perder visibilidade é outra questão importante e que, muitas vezes, o motorista não leva em consideração. Por isso, sempre que tiver um problema desse tipo, ajuste-o o quanto antes.

Com um seguro auto e a cobertura de vidros completa, que engloba faróis, lanternas, retrovisores, vidros laterais e pára-brisas, a sua vida no trânsito vai ser muito facilitada. E caso ocorra algum imprevisto na estrada, recorrer ao guincho ou a assistência 24 horas resolverá o seu problema em pouco tempo, por isso, faça um seguro agora mesmo. Cote na Minuto e receba diversos planos e preços.

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS