Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

5 motivos para você fazer um intercâmbio cultural agora mesmo

 

intercâmbio culturalUma experiência maravilhosa! Essa é a melhor definição para relatar a vivência de quem vai fazer um intercâmbio cultural. A viagem tem o intuito de oferecer aprendizados sobre costumes, experiências, hábitos, tradições e, é claro, o idioma nativo. Tudo isso em um determinado período, que depende muito da escolha do intercambista.

Algumas pessoas consideram que cerca de 6 meses seja o ideal, mas, dependendo das possibilidades, por que não ficar um ano ou, pelo menos, um mês? Na verdade, qualquer experiência é válida quando se trata de intercâmbio cultural.

Uma das formas de hospedagem pode ocorrer na casa de uma pessoa nativa do país, que se inscreveu em algum tipo de programa para receber intercambistas e o estudante não tem o menor conhecimento de quem serão seus “novos familiares”. E a experiência do intercâmbio cultural começa a partir daí, com desafios da língua e de adaptações.

E se ainda está na dúvida e achando que não vale a pena fazer um intercâmbio cultural, separamos 5 motivos para você se empolgar e começar a planejar sua viagem agora mesmo.

Para garantir tranquilidade na viagem e evitar quaisquer tipos de transtornos, que tal se precaver e fazer um seguro viagem? Na Minuto Seguros você faz a sua cotação em poucos minutos. É rápido, simples e descomplicado. Cote agora!

Por que um intercâmbio cultural?

Não é uma decisão fácil sair da zona de conforto do país e do domínio do idioma para aventurar-se em outro lugar totalmente diferente, no qual você tem que se adaptar e não o contrário. Mas, a bagagem cultural que é levada para a vida vale cada minuto.

Não há somente a troca de experiência com pessoas que você irá residir, mas sim com uma infinidade de estudantes, de diversos lugares do mundo, dispostos a apresentarem culturas e hábitos incríveis. Mas, se o medo ainda bater, confira 8 dicas importantes para um intercâmbio tranquilo.

Cultura que será levada para toda a vida

Passar, pelo menos, um mês fora do seu país de origem traz uma infinidade de descobertas e aprendizados. O intercâmbio cultural foi criado com essa finalidade: não deixar nenhuma pessoa acomodada. Uma nova língua, tradições e estudos chegam para mudar completamente uma rotina.

E, para quem acha que isso é passageiro e não vale o dinheiro gasto, se engana. O conhecimento e toda a experiência vivida na viagem vai ser levada por toda vida, como um momento marcante e único. Fazer um intercâmbio cultural não é gastar uma boa quantia em dinheiro, mas sim, um investimento que trará um retorno em diversos aspectos. Vale a pena fazer uma reserva financeira todo mês para realizar esse sonho. Não pense em perder dinheiro. Pense que tudo isso voltará para você de alguma forma, tanto na área profissional quanto na área pessoal.

Aprendizado de um novo idioma

Escolas de idiomas podem até ser boas, mas nada se compara a aprender uma nova língua no país nativo. Isso é devido ao fato da necessidade, tanto as mais simples quanto as mais urgentes. Precisar se alimentar, por exemplo, é uma necessidade urgente e que, caso você não saiba falar, vai ter que aprender. Com o tempo, isso se torna algo rotineiro e a língua não será mais um mistério para você.

O intercâmbio cultural tem como prioridade oferecer esse tipo de conhecimento, promovendo a imersão total de quem participa deles. Assim, a língua é aprendida no contexto em que é utilizada, mostrando e ensinando as situações e maneiras de como falar – e falar bem.

Quem aprende o idioma no país nativo não esquece, pois aprende na essência, até mesmo nos sotaques, que, num primeiro momento, pode parecer desinteressante, mas faz muita diferença.

Passeios inesquecíveis

Quem planeja, por exemplo, fazer um intercâmbio cultural na Europa pode se dar ao luxo de conhecer diversos países em pouco tempo. Com baixo investimento e a proximidade, mudar de país não é algo tão improvável assim quando se está na Europa. Mas, os passeios inesquecíveis funcionam para os outros continentes também. A riqueza cultural disposta pelo mundo é impossível de ser mensurada. Só conhecendo mesmo para saber.

Imagina ficar dois, três, quatro meses, por exemplo, na Europa? A chance de conhecer, pelo menos, cinco ou seis países é muito grande. Portugal, Espanha, França, Alemanha e Itália, alguns dos mais conhecidos, estão bem próximos. Um mochilão por esses países é uma possibilidade real.

Mas, é claro que o exemplo da Europa é só uma sugestão. A América do Norte, a Ásia, a Oceania e também a América do Sul são outros continentes sensacionais e com pontos turísticos maravilhosos, além de uma vasta experiência cultural a ser oferecida para os intercambistas.

Um tempo só para você

Para quem está querendo se conhecer e espairecer um pouco de alguns acontecimentos da vida, o intercâmbio cultural aparece como uma ótima opção. As pessoas vão ficar em contato com outras pessoas, outras culturas e isso ajuda a fortalecer os laços com pessoas importantes e que ficaram no país de origem.

Além disso, poder dedicar-se totalmente a você parece algo atrativo. Pode parecer arriscado para algumas pessoas a ideia de largar tudo e ficar um tempo fora. Mas que tal ser mais conservador e usar o mês de férias para isso? E acredite: em um mês, você pode aprender muitas coisas e o período pode ser determinante para a sua continuidade, rumo a novos destinos e experiências.

O intercâmbio cultural, segundo pessoas que já tiveram essa experiência, é fascinante e o momento da volta, na verdade, é o pior. A sensação do “sempre novo” aguça a maioria das pessoas. E mesmo quem não parece tão empolgado com a ideia, fascina-se quando chega ao local.

Potencialização do currículo

Não só como uma experiência de aprendizado, o intercâmbio cultural pode – e vai – ajudar muito o seu currículo. Muitas empresas valorizam pessoas que passaram por essa experiência, pois consideram que elas estão dispostas a novos desafios e sempre com vontade de crescer.

Um curso no exterior pode incrementar o aprendizado da língua e transformar a experiência em algo extremamente potencial.

E quem já passou por essa experiência relata que a necessidade de “viver” em outros países aguça e fortalece o aprendizado da língua, afinal, comer, passear, fazer compras, aprender a cultura local e qualquer outra atividade que precisa ser feita, não vai ser no seu idioma nativo.

Ficou animado em fazer um intercâmbio? Então compartilhe essas dicas com seus amigos e inspire-os também!

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS