1. Home
  2. »
  3. Carro

Qual a hora certa de realizar a troca da correia dentada?

Quer saber tudo sobre troca da correia dentada? Então você está no lugar certo. Nesta matéria, você encontra tudo que precisa saber sobre essa importante manutenção do seu carro.

A manutenção do carro envolve diversos fatores e pode ter algumas particularidades importantes, como a verificação do óleo, uso do aditivo no radiador, troca da correia do alternador, troca da correia dentada e por aí vai.

É importante mencionar que esses procedimentos são delicados e não é qualquer profissional que consegue realizá-los com maestria, por isso, atenção ao fazer sua escolha. Para entender melhor o assunto e garantir a proteção do seu veículo, siga lendo esse artigo!

Ainda sem seguro para seu carro?
Cote grátis seu seguro auto com a Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil, e receba cotações de até 16 seguradoras de uma só vez. COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

O que é a correia dentada?

Para quem ainda não sabe qual é a real funcionalidade da correia dentada, seu trabalho é sincronizar o virabrequim, peça que faz a transferência de força do motor às rodas e comando de válvulas.

Esse é o processo que realiza o fluxo de gases no interior do cilindro. A manutenção, revisão e troca da correia dentada é muito importante, pois, caso ela quebre, danos sérios ao motor podem ser causados.

É importante ficar atento aos prazos de troca e revisão, pois, como seu funcionamento não gera alterações significativas ou perceptíveis no desempenho do carro, não é possível prever ou sentir um eventual rompimento de imediato.

Voltando a falar sobre a troca da correia dentada, separamos questões importantes a serem entendidas em relação à peça. Saber a hora de fazer a manutenção é importante, mas identificar alguns sintomas, realizar inspeções visuais e conhecer o custo de troca, caso não haja manutenções possíveis, ajudará no esclarecimento de muitos pontos.

Quanto tempo dura a correia dentada?

Saber quantos km aguenta uma correia dentada é bem importante para fazer a manutenção adequada. Segundo a maior parte das montadoras, a correia dentada possui em média uma vida útil de 50 mil km ou 3 anos. Porém, os proprietários não devem considerar esse tempo previsto como certo.

Quado é hora de trocar a correia dentada?

A troca da correia dentada do motor deve ser feita quando o veículo completar 40 mil quilômetros. Caso o carro seja bem cuidado pode ser que a troca amplie-se para os 50 mil.

O período de troca também pode ser mensurado pelo tempo: cerca de 5 anos para realizar a manutenção. Após essa quilometragem ou esse período, mesmo que o carro seja bem cuidado e passe por todas as manutenções possíveis, a correia perde sua eficiência e pode sofrer uma ruptura, o que acarretará problemas para o motor e até em outras peças do carro.

Como via de regra, lembre-se de consultar o manual do carro para saber o que o fabricante do carro indica. Lá contém todas as indicações necessárias para a troca da correia dentada.

Na hora que for realizar a troca da correia dentada, lembre-se de pedir a troca do esticador. Ele é o componente responsável por manter a tensão em níveis adequados e não deixar a correia frouxa. Se houver a troca da correia dentada sem a reposição de um novo esticador, o tempo de vida útil da nova peça será significativamente reduzido.

O que causa troca precoce da correia dentada?

Quando o carro é usado em situações muito extremas, como quando há muita poeira, zonas de mineração, poluição e afins, essa peça começa a apresentar danos mais rapidamente. Outro exemplo é se há o costume de passar por estradas de terra, que também prejudica a peça.

Como identificar problemas na correia dentada

Antes de realizar a troca da correia dentada, a peça pode apresentar alguns sintomas de que está com problemas. Se notar um ruído alto e um pouco estridente, semelhante a um rangido vindo da frente do carro, repetidamente, é um sinal de que pode haver um problema na correia dentada.

Isso ocorre por influência de um desajuste, desalinhamento ou falta de balanceamento. Neste caso, a única maneira de fazer o barulho parar é realizando a troca da correia dentada ou levando o carro a um mecânico de confiança para que ela possa ser tensionada corretamente.

Outro sintoma bastante comum de defeito pode ser em relação ao superaquecimento. Como a correia dentada ajuda a fornecer energia para resfriar o motor, se houver algum defeito, ela pode contribuir para o aquecimento do mesmo.

Assim que ocorrer esse superaquecimento, desligue o carro o quanto antes e leve-o a um mecânico, pois se a correia dentada se romper, certamente poderá causar problemas sérios ao motor. Sem contar os danos que o próprio superaquecimento já pode causar.

Como saber se a troca da correia dentada é necessária?

Antes de realizar a troca da correia dentada, executar alguns procedimentos de diagnóstico ajudam a tomar a decisão correta sobre qual procedimento realizar.

Diante de tantas análises buscando melhorar o diagnóstico para indicar uma possível troca da correia dentada, fazer uma inspeção visual é uma saída simples e que será convertida em bons resultados.

Durante essa inspeção visual é possível descobrir, por exemplo, a situação real da peça e, a partir dessa análise, saber o que está acontecendo e se a troca da correia dentada é o procedimento adequado a ser tomado.

Vale ressaltar que o problema nem sempre está diretamente ligado à correia dentada, ao seu ajuste que ela precisa ter para ficar mais tensionada ou ao ajuste das polias.

O que acontece se não trocar a correia dentada?

Não é possível dizer um valor preciso, pois cada carro tem suas particularidades. Em média, os prejuízos que acontecem decorrentes do rompimento da correia dentada são altos, ainda mais se comparados a outras manutenções, podendo variar de R$1.400 a R$4.500, dependendo de quantas válvulas tenha o motor.

Uma boa dica nesse caso é ficar de olho em veículos com 16, 20 ou 24 válvulas. Isso tem um motivo simples: já que seus comandos são mais pesados e exigem mais da peça, o período de troca da correia dentada ou a quilometragem rodada podem ser menores.

4.11 / 141 votos

[addtoany]

Comentários

  1. Por isso que carro com corrente de comando é bem mais confiável, porque para partir uma corrente é bem mais difícil, por exemplo, o novo etius e o motor Zetec Rocam da Ford do Ka e fiesta antigos.

  2. Meu carro é um Symbol 2012 / 1.6 / 16 válvulas, o manual recomenda troca da correia dentada aos 80000km, mas ele ainda está com 36000km e com 6,5 anos. Você acha que há necessidade da troca da correia ou não?

    1. Oi, Daniel, tudo bem? Olha, pelo tempo do carro, talvez seja necessária a troca, mas como ele tem pouca rodagem, talvez seja necessário uma análise mais detalhada para verificar as condições da correia.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile