Home » Viagem

O que é permitido trazer na bagagem em uma viagem internacional?

Quem faz viagens internacionais, além do principal propósito, seja a trabalho ou entretenimento, invariavelmente quer trazer algum item, seja uma peça de roupa, eletrônicos, perfumes, tênis etc. O desejo de tem ligação direta com os preços mais baixos praticados fora do país, principalmente nos Estados Unidos, onde os impostos são mais baixos, ainda mais em cidades como Miami e Orlando, que abriga a Disney. Mas, para aproveitar os preços da melhor maneira, sem que haja problemas na burocracia dos aeroportos, é preciso ficar atento com alguns pontos, e um deles é quais itens são permitidos trazer na bagagem no momento de voltar ao país de origem, por exemplo.

trazer na bagagem

No Brasil, assim como em muitos outros países, o viajante está sujeito à revista em suas bagagens para verificar o que contém nelas ao desembarcar no aeroporto. Isso é natural, pois cada país possuí suas regras a fim de prevenir-se contra atividades ilegais, como o contrabando de produtos.

Por isso, é importante saber quais itens você poderá trazer na bagagem para o Brasil sem que seja taxado com impostos ou que tenha que deixar na alfândega. Dessa forma, separamos uma lista com os itens que as pessoas mais têm interesse em comprar no exterior.

Mas, antes de programar a viagem e a compra de possíveis itens, é importante realizar a contratação do seguro viagem para lhe proteger durante o roteiro. A Minuto Seguros, maior corretora online do país, oferece o plano ideal para o seu perfil. Para cotar, basta preencher o formulário clicando no botão abaixo ou, se preferir, ligue grátis para 0800 773 3000 e fale diretamente com um consultor.

CLIQUE PARA COTAR SEGURO VIAGEM

Com o seguro viagem garantido, chegou a hora de conferir a lista mais desejados entre os viajantes para não ter problemas ao voltar para o Brasil.

Itens que são permitidos trazer na bagagem de uma viagem internacional

Eletrônicos de uso pessoal

trazer na bagagem - Eletrônicos de uso pessoal

Os eletrônicos são a preferência na lista de produtos que os brasileiros costumam trazer na bagagem. Isso deve-se pelo preço mais em conta e lançamentos antecipados em alguns países.

Aqueles que forem considerados para uso pessoal, não entram na cota de produtos importados. Mas, não basta apenas colocá-lo no bolso, existe uma recomendação que os viajantes não desembarquem com embalagens, estando lacradas ou não.

Celulares, relógios, câmeras, entre outros, possuem a quantidade máxima de uma unidade de cada item por pessoa, contando que não ultrapasse o valor máximo de US$500. Ou seja, você pode comprar um celular de US$ 400 e um relógio de US$ 100.

Bebidas alcoólicas

trazer na bagagem - Bebidas alcoólicas

Para as bebidas alcoólicas, as regras são, tecnicamente, igual às dos cigarros e charutos . Existe uma quantidade máxima de litros que podem ser trazidos, dependendo do país em questão, e geralmente é de 12 litros.

No fator de valores, a quantia máxima permanece de US$ 500,00. Para os que pretendem adquirir algumas garrafas de suas bebidas favoritas nos free shops, o limite máximo é de 24 unidades.

Perfumes

trazer na bagagem - Perfumes

Perfumes que estejam na bagagem em uso, fora da caixa, passarão tranquilamente pelos fiscais. Mas, se houver muitas unidades embaladas, há grandes chances de haver taxação. Isso pode ocorrer com pessoas que compram em grandes quantidades nos outlets.

Os perfumes comprados nos free shops, lacrados e com nota fiscal estão liberados para o transporte.

Roupas, acessórios e calçados

trazer na bagagem - Roupas, acessórios e calçados

Muitas pessoas costumam poupar dinheiro para comprar roupas no exterior e trazer na bagagem. Roupas são difíceis de serem taxadas, pois já estão usadas e sem etiquetas. Não há comprovação de que elas foram compradas na viagem ou se já estava na bagagem.

Para que essas roupas não sejam consideradas como importação e você seja taxado caso revistem a sua bagagem, as peças devem estar de acordo com a viagem e o propósito dela. Trazer 20 unidades de camisetas por cinco dias fora por exemplo, é um caso que pode haver taxação.

Cigarros e charutos

trazer na bagagem - Cigarros e charutos

Para os fumantes, o cigarro e o charuto enquadram-se na mesma lei. Há dois locais para adquiri-los: em lojas no país onde estava realizando a viagem ou nos free shops dos aeroportos. Em qualquer uma destas opções, o viajante estará isento de impostos, podendo comprar a quantidade máxima estipulada no local, que geralmente é de 25 unidades.

Mas, fique atento, pois as regras variam de acordo com cada país. Ao chegar no Brasil, haverá taxação caso o limite máximo de US$500,00 nas compras seja ultrapassado.

Cadeira de rodas e carrinho de bebê

trazer na bagagem - Cadeira de rodas e carrinho de bebê

Tanto para cadeira de rodas ou carrinho de bebê, a regra é a mesma. Não haverá taxação de imposto caso o ocupante esteja junto no momento de desembarque. Mas, caso seja outra pessoa que esteja transportando o objeto, será considerado como importação.

Instrumentos musicais

trazer na bagagem - Instrumentos musicais

Para o transporte de instrumentos musicais, existe uma particularidade para isenção de taxação. O viajante pode trazer até três unidades de um instrumento musical, mesmo sendo idênticas.

Se o viajante for músico profissional, e provar isso com certificados e contratos, não haverá taxação sobre quaisquer instrumentos que estejam junto à pessoa.

Agora você já sabe o que pode ser transportado nos aeroportos com ou sem taxação. Deixe suas dúvidas abaixo e avaliem o texto.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *