Home » Carro » Dicas

3 razões para o superaquecimento de automóveis

Uma das principais peças do automóvel é, sem dúvidas, o motor. Ele é o “coração” do veículo, responsável por fazer toda aquela obra da engenharia mecânica funcionar. Sendo um componente tão importante, é natural também que ele seja um dos que causa mais preocupação no que diz respeito a eventuais problemas. Suas falhas podem partir desde vibrações excessivas por desgaste no coxim até complicações relacionadas aos cabos de vela. Porém, o superaquecimento é uma situação que assusta os motoristas.

Para evitar problemas no motor e em qualquer outra parte do carro, é importante realizar a manutenção preventiva, e estar sempre atento para fazer também a preditiva, a fim de evitar que pequenos problemas se transformem em enormes dores de cabeça. Porém, mesmo que você cuide bem do seu veículo, imprevistos podem acontecer. Por isso, é essencial contratar um seguro auto.

O seguro auto presta auxílio nos momentos em que você mais precisa. Bateu o carro no dia anterior àquela importante reunião no trabalho? O carro reserva é disponibilizado para não deixá-lo na mão. A bateria descarregou? A assistência 24 horas está pronta para ajudá-lo. Além disso, você conta com apoio financeiro no caso da necessidade de um conserto que supere o valor da franquia, na perda parcial, ou ressarcimento completo em caso de perda total.

Garanta sua tranquilidade e faça a cotação com a Minuto Seguros, a maior corretora de seguro auto do Brasil. Trabalhamos com mais de 10 seguradoras, que estão entre as principais do país. Assim, garantimos uma proposta que esteja de acordo com as suas necessidades.

Para cotar, basta preencher o formulário ou clicar no botão abaixo. Se preferir, ligue grátis para 0800 773 3000 e fale com um de nossos consultores.

COTE O SEGURO PARA CARRO GRÁTIS

O que é o superaquecimento do motor?

superaquecimento

Como o nome sugere, o superaquecimento acontece quando o motor é sofre com  aumento de temperaturas a um nível em que ele não foi projetado para suportar. Mesmo que ao longo dos anos os motores tenham ficado cada vez mais duráveis e com um desempenho melhor, esse é um dos problemas que ainda assustam e podem causar graves danos ao veículo.

Um dos maiores problemas do superaquecimento do motor é que, ao rodar com frequência nessas condições, outras peças do automóvel são prejudicadas, como radiador, selos e juntas. Um possível dano é ter a junta do cabeçote queimada ou rachada, o que pode fazer com que o líquido de arrefecimento vaze. Os cilindros também têm chances de sofrerem, pois as altas temperaturas podem entortá-los e causarem uma dor de cabeça e tanto ao proprietário do veículo.

Principais razões para o superaquecimento do motor

  1. Baixo nível do líquido de arrefecimento

Esta é uma das principais causas para o superaquecimento do motor. Como sua função é exatamente manter a temperatura do motor a uma temperatura regular, se ele não estiver com a quantidade que deveria, o calor começa a aumentar e tomar conta. Para que esse não se torne um problema irreversível ou de difícil solução, o ideal é verificar periodicamente se o seu nível está regular. Caso não esteja, é preciso preencher seu reservatório e ficar de olho para que não aconteça novamente.

Quando for verificar ou preencher o reservatório do líquido de arrefecimento, procure um mecânico de sua confiança. Checar por conta própria pode ser perigoso, bem como colocar a proporção errada de aditivo junto à água. Não fazer da maneira correta pode prejudicar o motor.

  1. Defeito no termostato

O termostato é responsável por controlar as temperaturas do automóvel, e seu objetivo é mantê-las em um nível que seja adequado para o que as peças foram projetadas para suportar. Se ele não funcionar corretamente, fará a leitura errada dessas temperaturas e, consequentemente, enviará informações erradas ao motor. Isso fará com que, por exemplo, não seja necessária uma refrigeração adicional, quando na realidade o calor está bem acima do que deveria.

O que acontece neste tipo de caso é que o calor continua a aumentar, o motor superaquece e tanto o líquido de arrefecimento, que não é liberado, quanto o ventilador do radiador, que não é acionado, deixam de entrar em ação para regular as temperaturas, o que pode causar danos ao veículo.

Uma vez identificado esse problema no termostato, ele precisa ser trocado o mais rápido possível.

  1. Baixo nível de óleo

Um dos benefícios do óleo é que ele também tira calor do motor quando está em níveis adequados. Portanto, rodar com este líquido abaixo do recomendado pode contribuir para o superaquecimento desse componente. Além dos danos que as altas temperaturas causam, outros problemas podem surgir, como o desgaste demasiado de determinadas peças por não estarem lubrificadas como deveriam.

Para não deixar o veículo ser danificado por problemas como estes, é importantíssimo realizar a troca do óleo dentro dos períodos indicados pelo fabricante do carro. Além disso, é essencial ficar de olho na qualidade do lubrificante, pois se não for adequado, as peças podem desgastar-se excessivamente da mesma forma e prejudicar o funcionamento do automóvel.

Sinais de superaquecimento

superaquecimento

Para não deixar o superaquecimento chegar ao ponto de danificar gravemente o seu carro, é necessário ficar atento aos sinais desse problema. Assim, você pode tomar as providências para solucioná-lo o quanto antes.

Um dos sintomas de que o motor está com temperaturas acima do que seria adequado, é a presença de fumaça branca ou vapor vindo diretamente debaixo do capô. Este sinal pode parecer simples, já que óleo derramado sobre o motor, por exemplo, apresenta características parecidas. Porém, se notar algo parecido, leve ao seu mecânico e verifique se há um problema mais grave.

Outra forma de descobrir que o veículo está com superaquecimento é ficar atento aos avisos do painel. Carros fabricados recentemente possuem uma luz que, quando acesa, indica que o calor está maior do que deveria. Além disso, se o ar-condicionado começar a soltar um ar mais quente, pode ser um indício de que, futuramente, danos por conta da temperatura excessiva podem ocorrer.

Ficou com alguma dúvida sobre os danos que o superaquecimento pode causar e quais as principais razões desse problema ocorrer? Mande pra gente nos comentários!

3.5 / 4 votos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *