Qual a diferença entre segurado e principal condutor?

prazo pagar sinistro seguro Qual a diferença entre segurado e principal condutor?

Você sabe qual é a diferença entre segurado e principal condutor no seguro automotivo? Esses termos podem gerar muita confusão na hora de contratar um seguro para o carro, mas é fundamental entender o que eles significam e como eles afetam o valor e a cobertura do seguro. Neste artigo vamos explicar em detalhes quem é o segurado e quem é o principal condutor em um seguro de carro, como é feita a avaliação de risco no condutor principal, quem é o proprietário do carro e quais são as diferenças entre condutor eventual e adicional. Acompanhe!

Principal condutor no seguro auto: o que significa?

O principal condutor do seguro auto é a pessoa que utiliza o veículo com maior frequência ou por mais tempo durante a semana. Geralmente, é o próprio segurado, mas pode ser outra pessoa, como um familiar ou um amigo. O principal condutor não precisa ser o proprietário do carro, mas deve ter autorização dele para usar o veículo.

Economize até 30% no seguro auto

Proteja seu carro e seu tempo de descanso com um seguro auto que cabe no seu bolso.

Logo Reclame Aqui A Minuto é Bicampeã do Prêmio Reclame Aqui.


O segurado, por sua vez, é a pessoa que contrata o seguro e que tem direito às indenizações previstas na apólice. O segurado pode ser o proprietário do carro ou não, mas deve ter interesse econômico sobre o bem. O segurado é responsável por pagar o prêmio do seguro e cumprir com as demais obrigações do contrato.

A diferença entre segurado e principal condutor é muito importante porque influencia diretamente na contratação e no preço do seguro. As seguradoras levam em conta as características do principal condutor para calcular o risco de sinistro e definir o valor do prêmio. Por isso, é essencial informar corretamente quem é o principal condutor na hora de contratar um seguro.  Xde carro.X

Como é feita a avaliação de risco no condutor principal?

A avaliação de risco no condutor principal é um processo que as seguradoras realizam para estimar a probabilidade de ocorrer um sinistro com o veículo segurado. Para isso, elas consideram diversos fatores relacionados ao perfil do principal condutor, como idade, sexo, estado civil, tempo de habilitação, histórico de sinistros, local de residência, uso do veículo, entre outros.

Esses fatores são usados para definir uma classificação de risco para o principal condutor, que pode ser baixo, médio ou alto. Quanto maior for o risco, maior será o valor do prêmio do seguro. Por exemplo, um jovem solteiro que usa o carro todos os dias para ir ao trabalho tende a pagar mais pelo seguro do que um casal maduro que usa o carro apenas nos fins de semana.

Para determinar quem é o principal condutor, as seguradoras costumam adotar alguns critérios, como:

  • O principal condutor deve ser a pessoa que utiliza o veículo por mais de quatro dias na semana ou por mais de 12 horas semanais;
  • Se houver mais de uma pessoa que se enquadre nesse critério, o principal condutor deve ser aquele que apresenta maior risco para a seguradora;
  • Se houver apenas uma pessoa habilitada na residência do segurado, essa pessoa será considerada o principal condutor;
  • Se houver mais de uma pessoa habilitada na residência do segurado, mas nenhuma delas se enquadre no critério anterior, o principal condutor será aquele que tiver maior idade.

É muito importante informar corretamente quem é o principal condutor na hora de contratar um seguro, pois isso pode evitar problemas futuros em caso de sinistro. Se a seguradora constatar que houve uma informação falsa ou incompleta sobre o principal condutor, ela pode recusar a indenização ou cobrar uma diferença no valor do prêmio.

Quem é o segurado no seguro auto?

O segurado no seguro auto é a pessoa que contrata o seguro e que tem direito às indenizações previstas na apólice. O segurado pode ser o proprietário do carro ou não, mas deve ter interesse econômico sobre o bem. Por exemplo, se você aluga um carro e contrata um seguro para ele, você será o segurado, mesmo não sendo o dono do veículo.

Ele é responsável por pagar o prêmio do seguro e cumprir com as demais obrigações do contrato, como informar a seguradora sobre qualquer alteração no veículo ou no principal condutor, comunicar a ocorrência de um sinistro, colaborar com a regulação do sinistro, entre outras.

O segurado também pode escolher as coberturas e as assistências que deseja contratar, de acordo com as suas necessidades e o seu orçamento. As coberturas são as garantias de indenização em caso de danos ao veículo ou a terceiros, como colisão, incêndio, roubo, furto, danos materiais, danos corporais, etc. As assistências são os serviços de apoio que a seguradora oferece ao segurado em situações de emergência, como guincho, chaveiro, troca de pneus, etc.

Entenda outras denominações da apólice

Além de segurado e principal condutor, existem outras denominações que podem aparecer na apólice do seguro auto e que costumam gerar dúvidas. Veja a seguir o que elas significam:

Proprietário do carro

O proprietário do carro é a pessoa que possui o direito de propriedade sobre o veículo, ou seja, que tem o seu nome registrado no documento do carro. O proprietário pode ser o segurado ou não, mas deve autorizar a contratação do seguro por outra pessoa.

O proprietário também pode ser responsabilizado por eventuais danos causados pelo veículo a terceiros, mesmo que ele não seja o condutor. Por isso, é importante que ele esteja ciente das condições do seguro e das coberturas contratadas.

Condutor eventual e condutor adicional

O condutor eventual é aquele que utiliza o veículo esporadicamente, sem uma frequência definida ou por um período inferior ao estabelecido pela seguradora para caracterizar o principal condutor. Por exemplo, se você empresta seu carro para um amigo uma vez por mês, ele será considerado um condutor eventual.

Já o condutor adicional é aquele que utiliza o veículo com uma certa frequência ou por um período superior ao estabelecido pela seguradora para caracterizar o principal condutor, mas que não é o principal condutor. Por exemplo, se você divide o uso do carro com seu cônjuge durante a semana, ele será considerado um condutor adicional.

A diferença entre condutor eventual e adicional é importante porque pode impactar no preço do seguro. O condutor eventual não precisa ser informado à seguradora e não interfere no valor do prêmio. Já o condutor adicional deve ser informado à seguradora e pode influenciar no valor do prêmio, dependendo do seu perfil de risco.

As regras e as considerações das seguradoras para incluir um condutor adicional na apólice variam de acordo com cada empresa. Por isso, é recomendável consultar as condições gerais do seguro antes de contratar ou renovar a apólice.

Condutor de risco

O condutor de risco é aquele que apresenta características que aumentam a probabilidade de sinistros, como acidentes ou roubos. Algumas dessas características são: idade, sexo, estado civil, tempo de habilitação, histórico de sinistros, local de residência, uso do veículo, etc. As seguradoras analisam esses critérios para determinar o perfil do condutor e o nível de risco que ele representa. Quanto maior o risco, maior será o valor do seguro.

Por isso, é importante informar corretamente quem é o principal condutor do veículo e quais são as suas características. Se você omitir ou mentir sobre essas informações, provavelmente terá problemas na hora de acionar o seguro em caso de sinistro. Além disso, estará sujeito a perder o direito à indenização ou a ter de pagar uma diferença de valor.

Agora você já sabe qual é a diferença entre segurado e principal condutor no seguro automotivo e qual é a importância de entender esses termos para uma contratação adequada de seguro. 

Lembre-se de informar corretamente quem é o principal condutor e de comunicar à seguradora qualquer alteração no veículo ou no uso dele. Assim, você evita problemas futuros em caso de sinistro e garante sua tranquilidade e sua proteção.

Tire suas dúvidas

Quando indicar o principal condutor a multa vai para quem?

Quando o proprietário do veículo indica o principal condutor, ele transfere a responsabilidade pelas infrações cometidas com o carro para esse motorista. Ou seja, se o principal condutor for flagrado cometendo uma infração, ele receberá a multa e os pontos na carteira, e não o dono do veículo.

No entanto, se o proprietário não indicar o principal condutor, ele será o responsável por todas as multas e pontos referentes ao seu veículo, mesmo que ele não tenha sido o infrator. Nesse caso, é possível recorrer da multa e indicar quem foi o verdadeiro condutor, mas isso usualmente é um processo burocrático e demorado.

É permitido dirigir o carro de outra pessoa?

Sim, desde que você tenha a autorização do proprietário e esteja habilitado na categoria correspondente ao veículo. Você não precisa ser o principal condutor para dirigir o carro de outra pessoa, mas deve estar ciente das regras de trânsito e respeitá-las.

Se você for flagrado cometendo uma infração com o carro de outra pessoa, a multa e os pontos irão para o proprietário do veículo, a menos que ele tenha indicado você como o principal condutor ou que ele recorra da multa e informe quem foi o infrator.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *