Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

Quer trabalhar no exterior? Veja as principais dicas e cuidados

Trabalhar no exterior faz parte do plano de vida de muitos brasileiros. As condições de vida oferecidas em outros países, englobadas com melhores oportunidades salariais, além de uma experiência que pode engrandecer muito o currículo e a vivência cultural, são apenas alguns dos chamarizes de quem pensa em se aventurar nessa jornada. Profissionais que não têm muito espaço no Brasil por conta de carreiras desvalorizadas ou por terem pouco incentivo também apostam na mudança para o exterior.

Só que essa não é uma decisão simples, pois, ao buscar boas colocações no exterior e subir de cargos, a pessoa precisa se dedicar ao máximo em diversos aspectos, principalmente no que envolve a adaptação e a aceitação de outros profissionais na empresa. Ser visto como um estrangeiro “roubando” vagas importantes é um obstáculo muito grande a ser superado. Talvez muito maior do que decidir arrumar as malas e ir trabalhar no exterior.

Mas, para ajudar nesse processo, pensamos nas principais dicas e cuidados para quem já tomou essa decisão ou está propenso a ir para o exterior em busca de uma carreira profissional bem sucedida.

Assim, é muito importante, pelo menos nos primeiros meses, fazer um seguro viagem. Durante a adaptação, talvez você não encontre algum emprego e alguns imprevistos médicos ou jurídicos podem surgir. Para isso, o seguro viagem oferece total suporte e garante tranquilidade para essa primeira etapa de estadia. Na Minuto Seguros, você pode fazer uma cotação online e receber diversos planos e preços, de acordo com o seu perfil. É rápido, fácil e descomplicado. Cote agora!

Trabalhar no exterior requer um portfólio online

O envio de currículo em outros países é um pouco mais complexo do que se imagina. Por isso, é de suma importância que você tenha sua experiência profissional em plataformas online, como em sites ou currículos que estejam na rede.

Dependendo da área de atuação um site é muito indicado. Designers, por exemplo, não podem tentar um emprego sem ter o que mostrar. Isso funcionará como uma base para que as pessoas possam apreciar o trabalho e, dessa forma, mais oportunidades surgirem.

No exterior, é muito comum o uso da rede LinkedIn, voltada para o networking entre profissionais e novas vagas de emprego. Mesmo à distância, as pessoas terão um contato sobre a sua vivência na área.

Mas, para garantir, ao chegar ao país de origem, faça algumas cópias impressas do seu portfólio ou currículo para entregar.

Estudar sobre o país faz parte do processo

Acredite: você será muito mais valorizado pelas empresas e pelos nativos se souber, ao menos um pouco, sobre o país. Isso inclui informações turísticas, história, geografia, hábitos e a cultura do local. Isso vai demonstrar que você realmente teve interesse para ingressar no país e não é apenas mais um tentando conseguir um emprego.

O fato de estudar um pouco sobre o destino facilitará a sua convivência e integração com as outras pessoas, que sentirão o esforço que você teve para reunir todo conhecimento. Além disso, conhecer o país vai facilitar seu trabalho, afinal você não estará mais trabalhando com brasileiros e para brasileiros.

O idioma nativo do lugar é fundamental para trabalhar no exterior

Ter um inglês intermediário para avançado é o primeiro passo para tentar uma experiência de trabalhar no exterior – e isso serve para qualquer país. Como ela é uma língua universal e falada em todos os cantos do mundo, a sua comunicação será facilitada. Mas, estude sempre que puder para aprimorar essa língua e continuar com o aprendizado. A convivência e o hábito de dialogar com outras pessoas vai ajudar nesse processo.

Mas, se você estiver indo para outro país, com outra língua, ter conhecimento mínimo também é muito importante. Isso irá interferir na comunicação com o seu gestor, colegas de trabalho, clientes e outras pessoas que fazem parte do meio corporativo. Saber a língua local é primordial para se impor em determinadas situações, colocar o seu ponto de vista e tornar-se um funcionário mais valorizado.

As diferenças culturais não podem te atrapalhar

O brasileiro é conhecido, popularmente, por ser um povo bem acalorado, receptivo e com uma boa interação, até mesmo com as pessoas que nunca viu na vida. Deixe isso um pouco de lado, pois nem todos os países são assim. Há muito mais chances de você ser recepcionado com indiferença do que com carinho e muita atenção. Será uma tarefa sua conquistar as pessoas que estiverem ao seu redor.

Também vale ressaltar as diferenças religiosas e culturais, como um todo. Hábitos que podem ser extremamente normais para você, como tomar aquela cervejinha enquanto caminha para casa após o trabalho, podem ser considerados crimes em outro país. Esteja preparado para tudo. Tente ser o mais receptivo e simpático que puder, mas respeite a convivência deles.

Por isso, o estudo sobre o país é tão importante e fizemos questão de citá-lo acima.

O controle financeiro é a chave para trabalhar no exterior e prosperar

Quem consegue pensar em outra coisa quando se está atolado em dívidas e contas para pagar? Evite, ao máximo, passar por dificuldades financeiras. Ter controle dos gastos é um dos fatores que ajudarão nessa crescente profissional.

Não seja impulsivo nas compras, guarde dinheiro para emergências e esteja precavido em relação ao futuro. Você pode estar ganhando em dólares, euros, libras… Mas as contas também chegarão nas respectivas moedas. Pense nisso.

Paciência e flexibilidade são essenciais para o trabalhar no exterior

Nem sempre você vai chegar e ter o emprego dos sonhos, no cargo dos sonhos, na empresa dos sonhos. Em geral, isso demora alguns meses e, quem sabe, até anos. Foque em trabalhar com empenho e determinação, respeitando sempre as outras pessoas e cumprindo a sua função atual com excelência. Dessa maneira, os seus superiores vão te olhar com mais carinho e oferecer oportunidades mais atrativas.

O emprego dos sonhos depende de você. Transformar o trabalho menos encantador na oportunidade certa é algo que surgirá aos poucos. Tenha paciência.

Esteja prevenido contra possíveis acontecimentos

Não é incomum pessoas que vão para o exterior sem ao menos ter uma oportunidade em vista. Mas, para fazer isso, esteja precavido com uma boa reserva financeira. Pode ser que você fique meses sem conseguir um trabalho e precise se sustentar sozinho com as suas economias.

Fazer um seguro viagem também é bem propício, pois irá ajudar e garantir que você tenha tranquilidade caso precise tratar de assuntos médicos, odontológicos ou jurídicos, por exemplo. Cote agora o seu seguro na Minuto Seguros. Você encontrará um plano adequado ao seu perfil.

As dicas para  trabalhar no exterior foram úteis?

Seguindo essas dicas e tomando os devidos cuidados, a experiência de trabalhar no exterior promete ser marcante e muito valiosa. A construção de uma carreira no exterior será sólida a partir do seu empenho.

Então prepare seu passaporte, ou conheça a lista de países que não pedem visto, e boa sorte!

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS