1. Home
  2. »
  3. Carro

Central multimídia no carro: descubra se vale a pena ter

Quer saber tudo sobre a central multimídia? Então você está no lugar certo. Nesta matéria, você encontra tudo sobre as principais vantagens e desvantagens de ter uma central multimídia no seu carro.

Veículos lançados recentemente no mercado automotivo estão repletos de inovações a fim de melhorar cada vez mais a segurança, portabilidade e conforto dos motoristas ou passageiros. 

Um acessório que se encaixa em todas essas características é a central multimídia, que geralmente era encontrada apenas em veículos luxuosos, mas agora está disponível nos lançamentos populares das marcas, como o Onix, Kwid, HB20, Gol, Ka, etc.

Ainda sem seguro para seu carro?
Cote grátis seu seguro auto com a Minuto Seguros, a maior corretora online do Brasil, e receba cotações de até 16 seguradoras de uma só vez. COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

No Brasil, os veículos mais em conta com central multimídia touch screen foram lançados a partir das gerações de 2014. 

O primeiro deles foi o Onix, da Chevrolet, que se popularizou com o acessório e teve um aumento de vendas implacável no mercado. 

Desde meados de 2015, ele assumiu a liderança do ranking de carros mais vendidos do Brasil e não largou mais a posição. Isso fez com que outras montadoras se mexessem para instalar o acessório em seus veículos de entrada.

Antes disso, a central multimídia era encontrada somente em veículos de alto padrão do portfólio dessas montadoras ou em marcas mais luxuosas, como Mercedes-Benz, BMW, Land Rover, etc.

Como funciona a central multimídia?

A central multimídia possui funções que permitem ao usuário alterar configurações básicas do automóvel, integração do smartphone, GPS, checar dados de consumo, entre outras. 

O estilo e a capacidade tecnológica do acessório variam em cada veículo, categoria e montadora. Algumas fabricantes, apostando na inovação, colocam características diferentes ainda não vistas no mercado automotivo.

Em alguns modelos mais avançados é possível receber notificações sobre defeitos ou problemas do veículo, sendo um auxílio importante às manutenções preventivas

Assim, fica mais simples e seguro para o motorista conduzir o automóvel sabendo que não corre perigo de sofrer alguma pane por conta de falhas.

Mesmo com a série de vantagens que apresentamos, ainda existem motoristas que possuem dúvidas se vale a pena ou não ter a central multimídia no veículo. Criamos uma lista com as funções mais utilizadas e populares no mercado automotivo para ajudar aqueles que possuem incerteza sobre o equipamento.

Principais funções da central multimídia

Confira abaixo as principais funções exercidas por essa central.

Integração de dispositivos móveis

Um dos recursos mais interessantes e utilizados pelos motoristas é a integração do sistema com o celular, especialmente pelo fator segurança. 

Além de ser proibido por lei utilizar o celular ao dirigir, essa atitude é passível de multa e pode causar graves acidentes. 

No entanto, com a central multimídia é possível fazer diversas ações. Entre as mais básicas estão atender o celular sem tirar a mão do volante, mandar mensagens, mudar músicas e aumentar e diminuir o volume. Quando for analisar um veículo para compra, consulte para saber se há integração com smartphones.

Sensor de estacionamento

Os sensores de estacionamento existem há muito tempo, mas antes eram apenas os sonoros e funcionavam da seguinte forma: ao engatar a marcha à ré, eram ativados e começavam a apitar conforme o carro se aproximava de algum obstáculo.

Hoje em dia, existe o sensor visual, quando o automóvel tem instalada uma câmera na parte traseira e, ao engatar a marcha à ré, o vídeo é exibido na tela da central multimídia. 

Em alguns modelos, além de mostrar os obstáculos mais próximos, também são traçadas linhas na tela para informar como a manobra deve ser realizada com segurança. Para quem tem dificuldades para fazer uma baliza, por exemplo, essa tecnologia é um prato cheio.

GPS com comando de voz

Atualmente, o GPS é item indispensável para um motorista que viaja bastante ou gosta de fazer rotas alternativas para determinados destinos. 

Muitas pessoas utilizam os celulares com aplicativos específicos, como o Waze ou Google Maps, mas o GPS do sistema da central multimídia é mais promissor. 

Alguns pontos dessa melhoria vêm da facilidade na visualização graças à tela maior e o som que sai por todos os alto-falantes do carro, evitando que você não escute alguma instrução e se perca no caminho.

Diversos serviços funcionando juntos

De forma geral, todas as ações que citamos anteriormente podem ser executadas e manuseadas ao mesmo tempo nas centrais multimídias. Assim, não é necessário ter uma série de aparelhos no automóvel com apenas uma função específica.

A necessidade de ter um acessório como esse varia para cada motorista. As centrais possuem diferentes visuais, tamanhos e funções. Analise a utilidade que terá para você e decida se vale ou não a pena ter o acessório  em seu veículo.

O que analisar quando for escolher a central multimídia?

Escolher quais acessórios devem ser instalados no carro é uma tarefa simples, porém, muito importante. Sendo assim, no que se refere ao kit multimídia, todo cuidado é pouco. Afinal, esse tipo de dispositivo eletrônico é normalmente um dos mais utilizados.

Logo, antes de definir qual produto comprar, é importante ter como base uma série de aspectos relacionados, principalmente, à funcionalidade da central multimídia.

Para ajudá-lo nesta tarefa, listamos alguns fatores que não devem ser ignorados. Saiba quais são eles.

Necessidade

De modo geral, o primeiro passo para escolher a melhor central multimídia é definir suas prioridades em relação ao equipamento. Afinal, há inúmeras opções disponíveis no mercado, sobretudo em termos de tecnologias ofertadas, tais como:

  • resolução da tela;
  • interatividade;
  • capacidade de memória;
  • sistema operacional;
  • possibilidade de espelhamento, etc.

Sendo assim, você deve, prioritariamente, estabelecer aquele conjunto de funções que estejam dentro das suas necessidades de uso do dispositivo, como um carro com rádio bluetooth.

Compatibilidade com seu celular

Definidas as suas necessidades, o próximo passo é analisar se o equipamento desejado é compatível com seu smartphone. 

Embora a maioria dos aparelhos apresente boa conectividade com celulares mais modernos, nem sempre é possível sincronizar a central com qualquer sistema Android, por exemplo.

Sendo assim, caso escolha um equipamento incompatível, poderá ter dificuldades na hora de conectar o celular com apps muito comuns, tais como o Google Maps, Spotify ou até mesmo a agenda do seu celular. 

Portanto, antes de realizar a compra, certifique-se de que a central é compatível com seu aparelho.

Compatibilidade com seu carro

Outro fator também importante passa diretamente pela compatibilidade com o carro. Diferentemente do que algumas pessoas possam imaginar, nem todos os modelos, sobretudo os mais antigos, são compatíveis com esse tipo de sistema.

Para instalar a central, por exemplo, deve-se dispor de chicotes elétricos específicos para a perfeita instalação no veículo. Caso contrário, deverá ser realizada uma série de emendas de fios e adaptações que podem comprometer sua eficiência.

Já quando o carro dispõe de conectores preparados para receber o dispositivo, fica muito mais fácil, bastando plugar a central nas entradas originais do veículo.

Além disso, outro ponto de atenção são os espaços específicos para instalação do equipamento no painel do seu carro. Afinal, dispor de uma moldura apropriada pode ser um diferencial e tanto, já que a aparência original do veículo não será alterada – além de poder incrementar o painel com excelentes recursos tecnológicos.

Sistema multimídia

O sistema multimídia é também outro cuidado que se deve ter na hora de escolher as melhores centrais multimídia

Equipamentos mais modernos, por exemplo, dispõem de uma infinidade de opções aos usuários, incluindo o espelhamento da tela do smartphone diretamente no dispositivo.

Por outro lado, dependendo do modelo escolhido, os sistemas não permitem essa funcionalidade, a menos que o smartphone e a central suportem, respectivamente, o Android Auto ou o Apple CarPlay, por exemplo.

Alguns sistemas multimídias também podem oferecer sinais para TV digital ou, simplesmente, disponibilizar apps próprios para serem utilizados como uma espécie de tablet. 

Logo, é vital definir também as preferências do sistema, de modo a otimizar o uso do equipamento e evitar decepções.

Quais os cuidados na hora de instalar?

Carros que não dispõem do equipamento em sua configuração original de fábrica, mas que estão com o acessório instalado,  normalmente tendem a se valorizar em uma futura venda

Contudo, antes mesmo de instalar o dispositivo, como vimos, é necessário garantir que a central escolhida seja compatível com o modelo do veículo.

De nada adianta escolher uma tela maior para assistir a séries e filmes, se o tamanho ampliado for incompatível com o modelo do carro, por exemplo. Afinal, quanto maior a tela, maiores serão as probabilidades de o dispositivo danificar o painel. 

Além disso, em se tratando de um equipamento eletrônico, a instalação elétrica demanda muito cuidado, em especial para proteger o funcionamento adequado dos demais componentes elétricos, como vidros, travas, alarmes, sensores de estacionamento, etc.

Portanto, o principal cuidado na instalação da central multimídia é, além de escolher corretamente o aparelho, contar com uma mão de obra qualificada, pois com bom profissional do setor, pode-se minimizar muitas dores de cabeça no futuro.

Esperamos ter ajudado nas dúvidas sobre as funções da central multimídia. Se gostou do texto, o que acha de cotar um Seguro Auto com a Minuto Seguros? Assim, você mantém seu veículo protegido contra eventuais problemas!

4.36 / 11 votos

[addtoany]

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile