Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

Lei do Desmonte dá resultado com bons números em SP

Lei do desmontePrincipal “motivador” do seguro auto popular, a Lei do Desmonte (Lei Federal nº 12.977/2014) tem apresentado excelentes resultados, desde que foi oficializada em maio de 2014.

A lei combate ferros-velhos e desmanches ilegais, que colaboram diretamente com uma triste estatística: segundo a Secretaria Nacional de Segurança Pública, foram mais de 500 mil roubos/furtos de veículos no país em 2015.

São Paulo, o primeiro estado a adotar as novas regras, tem comemorado os ótimos números. Segundo a Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros), houve queda de mais de 30% nas ocorrências criminais em poucos meses após a regulamentação da lei. Ainda segundo a entidade, foram fechados mais de 50% dos ferros-velhos vistoriados.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo corrobora com os números da Fenacor. De janeiro a agosto de 2015, o índice de roubos de automóveis caiu 27% em relação ao ano anterior. Com uma fiscalização mais rigorosa, os leilões de sucatas também entraram na mira, deixando de operar ilegalmente.

Em estabelecimentos legalizados é possível adquirir peças usadas e recicladas com garantias. Nesse sentido, entra em cena o seguro auto popular, que tem como principal característica o uso dessas peças para reparos em veículos com mais de cinco anos de vida. Deixar de usar componentes novos, de fábrica, proporcionará um preço de seguro mais em conta para o consumidor.

Outro setor que também ganha com a Lei do Desmonte é o de reciclagem de veículos. Segundo reportagem da revista Seguro Total (pág. 19), há cerca de 10 milhões de veículos próximos da reciclagem. Empresas do segmento poderão aproveitar peças e partes desses carros para alimentar a indústria de reparos.

Com tantos benefícios já comprovados, é esperado que a Lei do Desmonte seja regulamentada em todo país. São Paulo, que saiu na frente, deu o exemplo. Minas Gerais e Rio Grande do Sul foram alguns dos estados que adotaram a lei na virada do ano.

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS