Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

Como fazer chupeta na bateria?

chupeta na bateriaVocê, provavelmente, já deve ter passado por esse problema. Entra no carro, tenta dar a partida e não há nem sinal do motor ligar. Isso deve ser a bateria do seu carro arriada. Mas, não se assuste que esse problema pode ser resolvido em menos de 10 minutos e com apenas um item e outro carro. Essa é a famosa chupeta na bateria.

Esse problema pode ser motivado pelo veículo ter ficado muito tempo parado, rádio ou faróis ligados também por um longo tempo sem o motor estar em funcionamento, partida no motor por várias vezes consecutivas ou mesmo a vida útil da bateria estar chegando ao fim. Sempre é bom levar o carro no seu mecânico de confiança após esse procedimento para que ele possa dar um parecer real da situação da bateria.

Materiais necessários para fazer chupeta na bateria

– Um carro com amperagem semelhante ao seu

– Um cabo para transmissão de carga

Esse cabo é encontrado facilmente em loja de peças ou posto de gasolina. Dificilmente ele irá custar mais do que R$40,00, por isso, é bom sempre ter um no carro para qualquer eventualidade.

Ligando os cabos na bateria

Agora que você já tem o que precisa, basta fazer a conexão dos fios. Muita gente acha que é uma operação perigosa e que pode dar choques, causar danos ao carro… Mas, fazendo com cuidado e ligando os fios nos lugares corretos, não há o que temer.

Normalmente, esse cabo de transmissão tem duas cores (uma preta e uma vermelha). Isso serve para te ajudar na hora de plugar os cabos na bateria. Se você ligou uma ponta vermelha no polo positivo da bateria arriada, ligue a mesma ponta vermelha no polo positivo da bateria que está servindo de carga.

Qual cabo deve ser conectado primeiro?

Para começar a conexão, coloque a ponta do cabo no polo positivo da bateria arriada para posteriormente colocar o cabo no polo positivo na bateria auxiliar. Repita o mesmo processo na parte do polo negativo, começando sempre pela bateria arriada.

E tome cuidado para não encostar a ponta dos cabos em nada metálico, pois sairão faíscas.

Quanto tempo os cabos devem ficar conectados?

Se a bateria estiver somente um pouco arriada, essa conexão já servirá para dar a partida no carro e normalizar a situação. Mas, tenha um pouco de paciência e deixe os dois carros, pelo menos, uns cinco minutos ligados para que as cargas sejam normalizadas.

Agora, se a sua bateria está bem descarregada, é legal que você ligue o carro que está fornecendo a carga e acelere um pouco antes de dar a partida no seu. Isso ajuda a normalizar a sua carga.

Retirando os cabos da bateria

Nessa hora, muitas pessoas acabam tirando os cabos de qualquer jeito, o que pode prejudicar a bateria e não garantir a segurança.

Por isso é bom seguir essa ordem de retirada dos cabos: primeiro, o negativo da bateria auxiliar, depois o negativo da arriada. Feito isso, desconecte o positivo da bateria auxiliar e, por fim, o da bateria arriada.

Você sabia que a bateria é a causa mais comum das panes? Olhe aqui

Vale lembrar que, caso não saiba ou ainda esteja com dúvidas na hora de executar o procedimento, chame um mecânico de confiança ou acione o seu seguro. Eles poderão te dar informações mais precisas sobre a real situação da bateria e executar a transmissão de carga sem maiores problemas. E, para esclarecer ainda mais as suas dúvidas, que tal dar uma olhadinha no vídeo?

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS