Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

Combustível mais barato a partir de quinta-feira

combustível mais baratoÓtima notícia para quem tem veículo movido a álcool ou a gasolina. A partir de 16 de junho (quinta-feira), o valor de referência da gasolina e do álcool para o cálculo do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sofrerá alterações, portanto, se der pra aguardar o abastecimento do veículo até lá, vai valer a pena, pois o combustível ficará mais barato.

Essa queda no valor do ICMS provocará uma leve queda no preço do combustível, que deve beirar mais ou menos, 10 centavos no litro do álcool, por exemplo, na cidade de São Paulo.

O ICMS é responsável por cerca de 25% do valor do combustível, de acordo com cada estado, e é calculado segundo o valor médio apurado pelo Confaz (Conselho Nacional de Politica Fazendária) . A queda do valor médio reduz o custo do imposto, favorecendo a diminuição dos preços aplicados nos postos de combustível.

De acordo com a tabela divulgada pelo Confaz, o litro da gasolina que, atualmente, tem uma média nacional de R$3,829 irá para R$3,817. O etanol por sua vez irá de R$3,047 para R$3,019, tratando-se de valores nacionais.

No Rio de Janeiro, a média do litro de álcool irá cair de R$3,238 para R$3,133. Em São Paulo, como citado anteriormente, o valor passa de R$2,286 para R$2,187. Já em Brasília o valor caiu de R$3,059 para R$2,951. Nos estados do Acre, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Sul o valor do combustível não sofreu alteração.

Abaixo, uma tabela que faz um comparativo do início do mês de junho de 2016 com os valores que ficarão após essa modificação do ICMS, no dia 16.

tabela

 

Fonte/Tabela: R7

Fonte dos dados da tabela: Confaz

2 Respotas para “Combustível mais barato a partir de quinta-feira”

    • Minuto Seguros

      Patricia, tudo bem? Em alguns estados realmente não haverá mudanças. No texto citados os estados do Acre, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Sul como os que não sofrerão alterações.

      Responder

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS