Aqui no blog da Minuto Seguros você encontra dicas e notícias sobre seguros, carros, casas, eletrônicos, viagens e muito mais. Acesse e confira nosso conteúdo.

Bateria descarregada? Saiba identificar qual é o problema

Provavelmente você já passou ou conhece alguma história de alguém que teve esse “pequeno” problema de bateria descarregada. Não é uma situação incomum, por isso, saber como resolvê-la é fundamental. O processo de fazer chupeta na bateria, na verdade, é bem simples e pode salvá-lo em situações de urgência. Até falamos nesse texto de 5 objetos para ter no carro a importância em carregar, em algum canto do veículo, um cabo de transmissão. O custo desse item é muito baixo e pode ser a melhor ajuda em um momento de dificuldade.

Bateria descarregada

Mas, não é disso que falaremos agora. Tão importante quanto saber reviver a bateria descarregada é identificar o problema para que ele não volte a ocorrer e te deixar em maus lençóis. Isso também pode ser um bom indício de que está na hora de trocar a bateria. Vale ressaltar que se o carro não estiver funcionando pode ser que não seja somente a bateria descarregada. Se o motor fizer algum tipo de barulho, pode ser algo relacionado a parte elétrica ou mecânica. Agora, se não houver nenhum tipo de ruído, há grandes possibilidades de ser problema na bateria.

Antes de ficar irritado com o carro ou com a situação, pense bem, pois a culpa pode ser toda sua. Um pequeno deslize ou falta de manutenção podem ser os principais causadores dessa bateria descarregada.

Para garantir que nenhum problema aconteça e você fique na mão, contratar um seguro é fundamental, pois, além de coberturas contra batidas, roubos e furtos, o seguro também pode oferecer serviços de assistência 24 horas. Ao ficar com a bateria descarregada, por exemplo, você pode acioná-lo para fazer na recarga da bateria e até solicitar um guincho para resolver a questão. Na Minuto Seguros, você cota com mais de 10 seguradoras, com planos e preços de acordo com o seu perfil e as suas necessidades. É rápido, simples e grátis. Você recebe todos os valores por e-mail.

CLIQUE PARA COTAR SEGURO AUTO GRÁTIS

Bateria descarregada é um problema grave?

Em geral, não. Quando a bateria descarrega, geralmente, é um problema pequeno, decorrente de um esquecimento e que pode ser resolvido em poucos minutos. Fazer uma chupeta na bateria é um procedimento simples e que traz a carga de volta.

No entanto, há a possibilidade de ser um problema na parte elétrica do carro como um todo. Algum componente, como o rádio, pode estar sugando energia demais do veículo e causando essa descarga. Problemas com lâmpadas internas, alguma nova ligação que você fez, como um GPS embutido, um DVD, televisão, enfim… Esses novos incrementos no carro, que não vêm de fábrica, devem ser feitos em especialistas para não causarem problemas elétricos que ocasionem a bateria descarregada.

bateria descarregada - é um problema

Baterias antigas também podem ser a motivação e, neste caso, a única solução é fazer a troca por uma nova. O valor desta peça depende do modelo e especificações do carro, mas a média fica entre R$400 a R$500. Uma bateria, se bem cuidada, pode durar muito tempo, cerca de 2 anos a 2 anos e meio.

Mas, ainda assim, há várias maneiras de identificar os problemas que causam a descarga e consertá-los antes que danifiquem o componente permanentemente. Vamos listar alguns dos problemas mais comuns para a bateria ficar descarregada. Confira:

Chave na ignição por muito tempo

Pode parecer uma besteira, mas, deixar a chave na ignição (quando ela está girada até acender as luzes do painel, mas não para dar partida no motor), mesmo que por esquecimento, é um dos problemas mais frequentes para bateria descarregada.

Vamos dar um exemplo bem comum: você chega em algum lugar de viagem, desliga o carro, mas não tira a chave da ignição para que os faróis não se apaguem, por exemplo. Começa a descarregar o carro, com malas, arruma tudo e lembra-se que deixou a chave no carro…Mesmo que você se lembre de apagar os faróis, pode ser tarde demais. Nesse tempo que a chave ficou na ignição, a bateria estava sendo consumida e o motor não estava ligado. Por isso, nunca deixe a chave na ignição por muito tempo, pois a bateria pode não suportar.

Esquecer faróis ligados

Outro “hábito” que as pessoas cometem muito. Chegam em casa ou em determinado lugar, estacionam o carro, desligam, mas se esquecem de desligar os faróis. Se isso durar a noite inteira, por exemplo, provavelmente de manhã não haverá bateria que resista a esse lapso de memória.

A maioria dos modelos de carros mais novos vem com um dispositivo que apita quando o carro é desligado e os faróis permanecem ligados, ou mesmo que sistemas que desligam os faróis juntamente com a ignição. É uma ajuda importante para os esquecidos de plantão. Mas, mesmo assim, antes de sair e fechar o carro, certifique-se de que não esqueceu nada ligado. Essa atitude pode salvar a sua bateria.

Rádio ligado, motor desligado

Se você é daquele tipo de pessoa que adora escutar uma musiquinha no carro, aprenda uma coisa: ligue o motor quando estiver fazendo isso por muito tempo. Seja em situações que você esteja querendo relaxar ou quando estiver lavando o possante, nunca deixe somente o rádio ligado, pois isso suga a bateria em uma velocidade muito rápida.

Vai escutar música? Ligue o motor e seja feliz. Você não precisará se preocupar com bateria descarregada, só com a sua playlist.

Problemas com luzes internas

Sabe aquela luzinha que tem dentro do porta-luvas? Ou aquela que fica na parte de trás dos passageiros? Então, qualquer problema com a ligação dessas luzes pode ocasionar o problema da bateria arriada. Neste caso, é importante levar o carro em algum mecânico especializado em elétrica para que ele identifique o problema e o corrija, pois, por mais ligações diretas que você faça no carro, uma hora a bateria não irá mais aguentar e a única saída será a troca.

Bateria muito antiga

Como falamos anteriormente, a bateria de um carro tem vida útil de, mais ou menos, 2 anos a 2 anos e meio, variando de acordo com a utilização do carro, seja para mais ou para menos. O que vale ressaltar é que se a bateria está dando muitos problemas, se há muita dificuldade em dar a partida no carro mesmo com o reservatório de partida a frio cheio, provavelmente, está na hora de realizar a troca.

Esse é um procedimento relativamente simples para profissionais e que pode ser executado em pouco tempo.

Alternador com problema

Esse problema é menos comum, mas também o mais caro de ser reparado. Quando o alternador não está funcionando corretamente ele deixa de carregar a bateria. Em alguns casos, ele pode até mesmo descarregá-la.

Identificar esse problema é simples, mas você sempre será pego de surpresa. Um carro com a bateria descarregada não consegue dar partida, o que pode ser resolvido no tranco. Isso porque, depois que o motor está girando, toda a energia para as fagulhas de ignição vêm do alternador e a bateria acaba ficando para os demais componentes elétricos do veículo.

Por isso, se seu carro começar a morrer lentamente enquanto você dirige e as luzes do painel começam a apagar ou ficarem mais fracas, pode encostar que é problema no alternador. Muitas vezes, refazer a camada de fios do estator, também conhecido como enrolamento do alternador, resolve. Porém, a prática não é assim tão barata, mas ainda compensa em relação à troca do componente, que costuma ser bem cara.

Você já passou por alguma situação com bateria descarregada? Conte para gente nos comentários!

Deixe uma resposta

É permitido HTML básico. O seu endereço de email não será publicado.

Assinar o feed deste comentário por RSS